Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/321604
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Perfil de mediadores inflamatórios e microquimerismo em receptores de transfusão sanguínea submetidos à cirurgia ortopédica
Title Alternative: Transfusion-related immunomodulation and microchimerism in orthopedic surgery patients
Author: Magnus, Mariana Munari, 1980-
Advisor: Saad, Sara Teresinha Olalla, 1956-
Abstract: Resumo: A transfusão sanguínea alogênica tem sido associada com complicações em pacientes cirúrgicos e no trauma. Os leucócitos e plaquetas presentes nos hemocomponentes parecem ser uma das principais causas do efeito conhecido como imunomodulação associada à transfusão. Apesar das evidências clínicas dos efeitos deletérios da transfusão sanguínea, o real mecanismo envolvido não é conhecido. Realizamos um estudo observacional prospectivo para avaliar a presença de microquimerismo associado à transfusão e a resposta imune em 28 pacientes submetidos à cirurgia ortopédica eletiva comparando os pacientes transfundidos no intra-operatório com os não transfundidos. Os hemocomponentes utilizados foram concentrado de hemácias (CH) não leucodepletados. Os marcadores inflamatórios IL-1?, IL-2, IL-4, IL-6, IL-10, IL-12p70, IL-17, IL-21, IL-22, IL-23, IL-25, IL-31, IL-33, interferon-? (IFN-?), CD40 ligante solúvel (sCD40L) e fator de necrose tumoral (TNF?) foram quantificados no sangue periférico dos pacientes em três tempos: pré-operatório, final da cirurgia e 6 horas de pós-operatório. Além disso, avaliamos a presença de microquimerismo nos pacientes transfundidos durante a internação utilizando a reação em cadeia da polimerase (PCR) em tempo real com um painel contendo iniciadores específicos para 12 alelos HLA DR. Como resultados, encontramos maiores concentrações de IL-6 (p = 0,023) e uma redução significativa de sCD40L (p = 0,016) ao final da cirurgia, assim como maiores níveis de IL-10 (p = 0,022) com 6 horas de pós-operatório nos pacientes transfundidos quando comparados aos não transfundidos. A presença de microquimerismo foi documentada em 13 dos 15 pacientes avaliados, com uma mediana de seguimento de 14 dias após a última transfusão (variando de 5 a 30 dias). Comparando os pacientes com e sem microquimerismo, não houve diferença nas características sexo, idade, número de unidades transfundidas ou na dosagem dos marcadores inflamatórios após a transfusão. Concluímos que a transfusão de CH não leucodepletados, neste contexto onde já existe um estresse inflamatório secundário ao trauma cirúrgico, leva a uma maior resposta inflamatória imediata, com aumento de IL-6 e diminuição do sCD40L e posterior estímulo imunossupressor evidenciado pelo maior aumento de IL-10; a redução da concentração de sCD40L no sangue periférico pode prever este efeito anti-inflamatório

Abstract: Transfusion of red blood cells (RBCs) has been associated with complications in trauma and surgical patients. Leukocytes present in blood components seems to be one of the main causes of the effect know as transfusion-related immunomodulation. Despite evidence of deleterious clinical effects of allogeneic blood transfusion, the real mechanism involved is unclear. A prospective observational study was conducted to evaluate transfusion-associated microchimerism and immune responses in 28 patients undergoing elective orthopedic surgery divided into leukocyte-containing RBCs transfused and non-transfused groups. Inflammatory markers IL-1?, IL-2, IL-4, IL-6, IL-10, IL-12p70, IL-17, IL-21, IL-22, IL-23, IL-25, IL-31, IL-33, interferon-? (IFN-?), soluble CD40 ligand (sCD40L), Tumor necrosis factor (TNF?) were measured in both groups at three time points: preoperative, end of surgery and 6 hours of postoperative. The presence of microchimerism was performed by polymerase chain reaction (PCR) analysis using quantitative allele-specific HLA DR assays to detect non-recipient alleles in transfused patients. Higher levels of IL-6 (p = 0.023) and significant reduction of sCD40L (p = 0.016) at the end of surgery, as well as higher levels of IL-10 (p =0.022) after 6 hours of postoperative were demonstrated in transfused patients compared to non-transfused. Microchimerism was documented in 13 of 15 patients after leukocyte-containing RBC transfusion and the median time of evaluation was 14 days after transfusion (range 5-30 days). Comparing patients with and without microchimerism, there was no difference in sex, age, number of units transfused or in inflammatory markers after transfusion. We concluded that leukocyte-containg RBC transfusion is associated with an early inflammatory response followed by an anti-inflammatory response in trauma surgery patients and the reduction in sCD40L level, after transfusion, may predict an anti-inflammatory effect
Subject: Citocinas
Transfusão de sangue
Imunomodulação
Leucócitos
Quimerismo
Editor: [s.n.]
Citation: MAGNUS, Mariana Munari. Perfil de mediadores inflamatórios e microquimerismo em receptores de transfusão sanguínea submetidos à cirurgia ortopédica. 2016. 1 recurso online ( 74 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/321604>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Magnus_MarianaMunari_M.pdf2.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.