Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/357400
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação do raciocínio clínico através de apresentações de casos escritas realizadas por residentes de medicina de família e comunidade : Clinical reasoning assessment through written case presentations by family medicine residents
Title Alternative: Clinical reasoning assessment through written case presentations by family medicine residents
Author: Queiroz, Olivan Silva, 1978-
Advisor: Amaral, Eliana Martorano, 1960-
Abstract: Resumo: Introdução: Apresentação de casos é a forma mais comum de comunicação entre médicos sobre informações de pacientes, especialmente na residência médica. Trata-se de oportunidade para ensinar o raciocínio e avaliar a competência clínicos. Pouco se sabe, no entanto, sobre o desenvolvimento dessas habilidades. O conteúdo das informações que residentes apresentam aos preceptores depende do que eles consideram relevante. Uma das formas de avaliar apresentação de casos é pela estruturação do discurso que caracteriza os sintomas e sinais, a qual pode refletir a elaboração da representação mental do problema, o que influencia a acurácia diagnóstica. A teoria semântico-estrutural classifica os discursos clínicos de acordo com sua extensão e riqueza de qualificadores semânticos abstratos (QSAs), resultando em quatro categorias: reduzidos, compilados, dispersos e elaborados. Objetivos: Identificar quais informações são valorizadas ou negligenciadas quando residentes de medicina de família e comunidade apresentam casos clínicos, incluindo o emprego de QSAs para qualificar sinais e sintomas e identificar quais fatores relacionados aos residentes podem interferir na qualidade das apresentações. A partir disso, elaborar orientações que ajudem residentes e preceptores a otimizar as apresentações de casos clínicos. Método: No programa de residência de medicina de família e comunidade da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, foi desenvolvido uma plataforma eletrônica onde o residente descreve casos clínicos para estudo posterior e comentários dos preceptores. A pesquisa analisou 336 relatos de casos postados. Foi verificada a presença de informações relacionadas ao paciente, dados do exame físico e caracterização dos sinais e sintomas. Foram mensuradas a extensão e riqueza de QSAs de todos os relatos, classificados de acordo com a teoria semântico-estrutural. As características dos residentes foram correlacionadas com extensão e riqueza de QSAs nos relatos, usando Correlação de Spearman e Wilcoxon rank ¿ Sum test. Foram considerados significativos resultados em que a hipótese nula era menor que 5%. Resultado: Quase um terço dos casos apresentados não cita dados de gênero ou família das pessoas atendidas e em 9,8% deles não se registra a idade. A história médica prévia, os sinais vitais e o exame físico também são negligenciados (aparecem em 59,2%, 19,6% e 54,5%, respectivamente). Dados que caracterizam os sintomas também aparecem insuficientes (33,6% e 50,3% não citam cronologia e qualidade, respectivamente). Os sintomas principais mais citados estão relacionados a pele (12%), sistema digestório (11%) e musculoesquelético (10%). Houve associação estatística entre o número de questões acertadas na seleção da residência e a extensão e riqueza de QSAs dos relatos. Foram elaboradas doze sugestões para melhorar a apresentação, incluindo estímulo do uso de QSAs e delimitação do que é relevante. Conclusão: Pode-se observar negligência nas apresentações de informações clínicas, como sinais vitais, exame físico e caracterização de sintomas, assim como de contexto. Parece evidente a importância do conhecimento prévio à residência na qualidade dos relatos de casos. Estratégias que estimulem a adequada coleta de dados clínicos e uso de QSAs são importantes para desenvolver a apresentação de casos em residentes de medicina de família e comunidade, o que pode refletir na habilidade de raciocínio clínico e profissionalismo

Abstract: Introduction: Presentation of clinical cases is the most common form of communication between doctors about patient information, especially during medical residency. This is an opportunity to assess clinical competence and teach clinical reasoning. Little is known, however, about the development of this skill. The content of the information that students and residents present in their cases depends on what they consider relevant. One of the ways to evaluate case presentation is through structure and content, by observing the use of abstract semantic qualifiers (ASQs), which characterize signs and symptoms, and facilitate the elaboration of the mental representation of the problem, influencing diagnostic accuracy. The semantic-structural theory classifies clinical discourses according to their length and richness of ASQs, resulting in four categories: reduced, compiled, dispersed and elaborated. Objectives: Identify what information is valued or neglected when family and community medicine residents present clinical cases, including the use of ASQs to qualify signs and symptoms. Also identify which factors related to residents may interfere in the quality of these presentations. Based on that, develop guidelines that help residents and preceptors to optimize the presentation of clinical cases. Method: In the family medicine residency program of Rio de Janeiro¿s health department, an electronic platform was developed where the resident posts clinical cases for further study and comments from the preceptors. The study analyzed 336 case reports posted. The presence of patient-related information, physical examination data and characterization of signs and symptoms was verified. The length and richness of ASQs in all reports was also checked and classified according to the structural semantic theory. Residents¿ characteristics were correlated with the length and richness of ASQs in the reports, using Spearman¿s Correlation and Wilcoxon rank-sum test. Results were considered significant in which the null hypothesis was less than 5%. Result: Almost a third of the cases presented do not mention the sex or family data of the people attended and 9.8% do not show their age. Clinical data such as previous medical history, vital signs and physical examination are also neglected (they appear in 59.2%, 19.6% and 54.5% of cases, respectively). Data that characterize symptoms are also weak (33.6% and 50.3% do not mention chronology and quality, respectively). The main symptoms most cited are related to skin (12%), digestive (11%) and musculoskeletal (10%) systems. There was a statistical association between the number of correct answers to questions in the selection process for the residency program and the length and richness of ASQs in the reports. Twelve tips were developed to improve the presentations, including encouraging the use of QSAs and delimiting what is relevant. Conclusion: Neglect can be observed in the presentation of clinical information, such as physical examination and characterization of symptoms. It seems evident the importance of knowledge prior to residency in the quality of reports. Strategies that encourage the adequate gathering of data and the use of ASQs are important to develop the presentation of cases in residents of family medicine, which can reflect on the skills of clinical reasoning and professionalism
Subject: Método de estudo de casos
Anamnese
Semiologia (Medicina)
Diagnóstico clínico
Aprendizagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: QUEIROZ, Olivan Silva. Avaliação do raciocínio clínico através de apresentações de casos escritas realizadas por residentes de medicina de família e comunidade : Clinical reasoning assessment through written case presentations by family medicine residents . 2020. 1 recurso online ( 110 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Queiroz_OlivanSilva_D.pdf6.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.