Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/348119
Type: Artigo
Title: Muscle reinnervation in one or two stages? Experimental study in rats with end-to-side nerve graft
Title Alternative: Reinervação muscular em um ou dois estágios? Estudo experimental em ratos com enxerto de nervo término-lateral
Author: Bersaneti, Joseli Assem
Viterbo, Fausto
Jorge, Jacks
Denadai, Rafael
Abstract: To compare muscle reinnervation in one and two surgical stages using end-to-side neurorrhaphy (ESN) without donor nerve injury. Methods: The experiment was performed on four groups of 20 rats. Group 1 (G1), one stage, received the graft which was sutured to the tibial nerve, with ESN, and its free stump was sutured end-to-end to the distal stump of the sectioned peroneal nerve (PN), all in the same operation. In Group 2 (G2), two stages, the nerve graft was sutured to the tibial nerve, with ESN. Two months later the PN was sectioned and its distal stump connected to the distal stump of the graft as in G1. Normal control group (Gn) received the graft only sutured to the tibial nerve, with ESN. Denervated control group (Gd), as well received the graft and had the PN sectioned and its two stumps buried in adjacent musculature, with the aim of denervating the cranial tibial muscle (CTM), the target of this study. The parameters used to evaluate CTM reinnervation were muscle mass, muscle fiber's minimum diameter and area. Results: The mean CTM mass, the average of the muscular fibers areas and the average of the muscular fiber minimum diameters was higher (all p<0.0001) in G2 than in G1. Comparing the four groups, these parameters had their maximum expression in Gn and the minimum in Gd, as expected. Conclusion: The two stages showed better muscle reinnervation than one stage.
metadata.dc.description.abstractalternative: Comparar a reinervação muscular com enxerto de nervo em um e dois tempos operatórios, utilizando a neurorrafia término-lateral (NTL) sem lesão do nervo doador. Métodos: Vinte ratos foram distribuídos em quatro grupos. O grupo 1 (G1), um estágio, recebeu o enxerto que foi suturado ao nervo tibial (NT), por meio de NTL, e seu coto livre foi suturado por NTL ao coto distal do nervo peroneal (NP), seccionado a um centímetro do NT, na mesma cirurgia. O grupo 2 (G2), dois estágios, recebeu o enxerto de nervo na primeira cirurgia, como já descrito. Dois meses depois, na segunda cirurgia, o NP foi seccionado e seu coto distal ligado ao coto distal do enxerto como em G1. O grupo controle de normalidade (Gn) recebeu o enxerto da mesma forma, apenas. E o grupo controle de denervação (Gd), além de receber o enxerto, teve o NP seccionado e seus cotos sepultados na musculatura adjacente, com a finalidade de denervar o músculo tibial cranial (MTC), alvo deste estudo. Os parâmetros utilizados para avaliar a reinervação do MTC foram massa muscular, diâmetro mínimo da fibra muscular e área. Resultados: O grupo G2 apresentou superioridade (p<0,0001) em relação ao G1 na massa do MTC, no diâmetro mínimo e na área das fibras musculares. Na comparação entre os quatro grupos, estes mesmos parâmetros tiveram sua expressão máxima em Gn e mínima em Gd, como era esperado. Conclusão: A reinervação muscular em dois estágios apresenta melhor resultado quando comparada à técnica em um tempo.
Subject: Nervo facial
Nervo tibial
Regeneração nervosa
Rato
Country: Brasil
Editor: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Rights: Aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-86502012001200003
Address: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-86502012001200003
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FOP - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-86502012001200003.pdf600.8 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.