Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/342159
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Dinâmica clonal em neoplasias mieloides : Clonal dynamics in myeloid neoplasms
Title Alternative: Clonal dynamics in myeloid neoplasms
Author: Duarte, Bruno Kosa Lino, 1984-
Advisor: Ozelo, Margareth Castro, 1970-
Abstract: Resumo: Neoplasias mieloides (NM) são proliferações clonais de células mieloides que se manifestam como três doenças principais: as neoplasias mieloproliferativas (NMP), a leucemia mieloide aguda (LMA) e as síndromes mielodisplásicas (SMD). O avanço das técnicas de sequenciamento possibilitou a descoberta de no- vos mecanismos de evolução clonal, como a predisposição genética a NM, entre elas as mutações germinativas no gene RUNX1 e as mutações condutoras em NMP, en- volvendo os genes JAK2, CALR e MPL. A descrição destas mutações permitiu a identificação de um grupo de pa- cientes portadores de NMP negativos para estas, e a observação de um maior risco de eventos tromboembólicos nos pacientes portadores da mutação JAK2V617F. Não está claro, porém, se essa mutação é expressa em células endoteliais e qual impacto isso acarretaria. Assim, o presente trabalho teve o objetivo de: 1) avaliar os mecanismos clonais pelos quais pacientes portadores de mutações germinativas no gene RUNX1 apresentam transformação para NM; 2) avaliar a expressão da mutação JAK2V617F em células endoteliais formadoras de colônias (ECFCs) de pacientes com NMP JAK2V617F+ bem como seu comportamento in vitro, com relação à adesão a hemá- cias, migração e angiogênese e 3) avaliar a presença de mutações adicionais em pa- cientes com NMP triplo negativas. Com relação ao objetivo 1, 3 pacientes de 2 famílias com antecedente de LMA/SMD e DNA disponível ao diagnóstico foram submetidos ao sequenciamento de 48 genes relacionados a neoplasias mieloides. Um dos pacientes apresentou uma mutação no alelo previamente não mutado do RUNX1, além de uma mutação no gene NFE2. Os demais apresentaram mutações em outros genes. Uma revisão sistemática identificou a aquisição de uma mutação somática do RUNX1 ou aquisição de muta- ções em outros genes como os dois mecanismos para transformação para NM. Com relação ao objetivo 2, a pesquisa da mutação JAK2V617F nas ECFCs de 8/9 pacientes com isolamento bem-sucedido foi negativa. Na comparação com as ECFCs controle, ECFCs de pacientes com NMP JAK2V617F+ apresentaram maior adesão estática às hemácias, menor capacidade de migração e de angiogênese. Diante das diferenças funcionais não relacionadas à expressão da mutação JAK2V617F foi realizada avaliação da expressão gênica de ECFCs de indivíduos sa- dios e portadores de NMP JAK2V617F+ com um RT PCR array para 168 genes. Fo- ram observados aumento da expressão do gene ADAM17 e KDR e redução da ex- pressão do gene WNT5A. Para validar o achado do aumento de expressão de ADAM17 nas ECFCs foi realizada dosagem deste analito no plasma de 91 pacientes com NMP e 37 controles. As concentrações plasmáticas de ADAM17 foram maiores em indivíduos portadores de NMP em relação a controles (173,9 pg/ml vs. 71,44 pg/ml; P=0,01). Finalmente, com relação ao objetivo 3, 21 pacientes diagnosticados com trombocitemia essencial sem mutações nos genes JAK2; MPL; CALR no período entre 2007 e 2016 foram submetidos a sequenciamento de 48 genes relacionados a neo- plasias mieloides para identificação de mutações em genes adicionais. Desses, 3 não apresentavam qualidade adequada de DNA para sequenciamento. Dos 18 restantes, 4 (22%) apresentavam mutações em JAK2 (2); MPL (1) e CALR (1)

Abstract: Myeloid neoplasms (MM) are clonal proliferations of myeloid cells present- ing as three main diseases: acute myeloid leukemia (AML); myeloproliferative neo- plasms (MNP) and myelodysplastic syndromes (MDS). The advances in DNA sequencing have led to the discovery of new mech- anisms of clonal evolution, such as the genetic predisposition to MM, among each germline mutations in RUNX1 and the driver mutations in MPNs in the JAK2, CALR and MPL genes. The identification of the abovementioned mutations has led to the identifi- cation of triple negative MPN patients, as well as a higher risk of thromboembolic events in patients with JAK2V617F+ MPN. These findings raised the question of whether this mutation is expressed in the endothelial cells and how this could impact their function. Accordingly, this thesis had the following objectives: 1) assess the mecha- nisms by which germline RUNX1 mutated patients progress to MM; 2) evaluate both the expression of the JAK2V617F mutation in endothelial colony forming cells (ECFCs) from patients with JAK2V617F+ MPN as well as the in vitro functional characteristics of these cells regarding static adhesion to red blood cells, migration and angiogenesis; 3) assess additional mutations in triple negative MPN. Regarding our first objective, 3 patients from 2 families with prior MDS/AML and available DNA at diagnosis were submitted to targeted sequencing with a 48 gene panel. One of the patients had an additional mutation in the wildtype RUNX1 allele and a mutation in NFE2. The remaining patients had mutations in other recurrently mutated genes. A systematic review identified the acquisition of a somatic RUNX1 mutation or an acquisition of mutation in other genes as the two mechanisms for transformation into MM. Regarding objective number 2, we did not detect the JAK2V617F mutation in ECFCs from 8/9 MPN patients with a successful isolation. ECFCs from JAK2V617F+ MPN patients had a higher static adhesion to red blood cells and a lower migration and angiogenesis capacity. To better explore these differences in their in vitro behavior, we assessed gene expression of ECFCs from both patients and healthy individuals with a PCR array for 168 genes. We found a higher expression of ADAM17 and KDR, and reduction of the expression of WNT5A. To validate our findings, we measured plasma levels of ADAM17 in an expansion cohort comprising 91 MPN patients (regardless of the JAK2V617F status) and 37 healthy individuals. Plasma levels of ADAM17 were greater in MPN patients vs. controls (173.9 pg/ml vs. 71.44 pg/ml, P=0.01). Finally, regarding objective 3, 21 patients diagnosed with essential throm- bocythemia without JAK2, MPL and CALR mutations diagnosed between 2007 and 2016 were submitted to targeted sequencing of 48 genes related to myeloid neoplasms for the identification of additional mutations. Three of these patients had insufficient DNA for sequencing. Of the remaining 18, 4 (22%) had mutations in the classical driver genes: JAK2 (2); MPL (1) and CALR (1)
Subject: Leucemia mielóide aguda
Transtornos mieloproliferativos
Células-tronco
Evolução clonal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DUARTE, Bruno Kosa Lino. Dinâmica clonal em neoplasias mieloides: Clonal dynamics in myeloid neoplasms. 2020. 1 recurso online (188 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2020
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Duarte_BrunoKosaLino_D .pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.