Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335814
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Ariku karai pyry : o "ficar no meio dos brancos" para os Awa do Pindaré, MA
Title Alternative: Ariku karai pyry : "being among the white people" for the Awa of the Pindaré, Maranhão
Author: Cardoso, Guilherme Ramos, 1987-
Advisor: Godoi, Emília Pietrafesa de, 1960-
Abstract: Resumo: Os Awa são um povo indígena amazônico, falante de uma língua da família tupi-guarani, que vive no noroeste do estado do Maranhão, nas Terras Indígenas Alto Turiaçu, Awa, Caru e Arariboia. Sua população, que hoje é de quase 500 pessoas, foi nas últimas décadas reduzida a menos da metade, como consequência da ocupação dos seus territórios pelos karai, não-indígenas, e das operações de "contato" promovidas pela Funai desde a década de 1970. Nesta tese discuto como esse processo, que meus interlocutores em campo chamam de passar a "viver no meio dos karai", é compreendido e expressado por alguns dos Awa da região do rio Pindaré, na Terra Indígena Caru, MA. Desse modo, a partir de uma etnografia da relação dos Awa do Pindaré com os não-indígenas, pretende-se refletir sobre a noção de "contato" e seus desdobramentos em contraste com as ideias dos Awa sobre o corpo, o conhecimento e o território

Abstract: The Awa are an indigenous Amazonian people, speakers of a language of the Tupi-Guarani branch of the Tupi stock, who live in the northwest of the state of Maranhão, in the Alto Turiaçu, Awa, Caru and Arariboia Indigenous Lands. Its population, now almost 500 people, has been reduced by less than half in recent decades as a result of the occupation of their territory by non-indigenous people, the karai, and the "contact" operations promoted by FUNAI, the National Foundation for Indigenous People, since the 1970s. In this dissertation Idiscuss how this process, called by my interlocutors "to live among the white people", is understood and expressed by some fo the Awa from Pindaré river region, in the Caru Indigenous Land, in the state of Maranhão, Brazil.Thus, based on an ethnography of the relationship of the Awa of the Pindaré with non-indigenous people, it is intended to reflect on the notion of "contact" and its developments in contrast to the Awa's ideas about the body, knowledge and territory
Subject: Índios Awá-Guajá
Relações étnicas
Etnologia
Índios da América do sul - Maranhão - História
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CARDOSO, Guilherme Ramos. Ariku karai pyry: o "ficar no meio dos brancos" para os Awa do Pindaré, MA. 2019. 1 recurso online (255 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cardoso_GuilhermeRamos_D.pdf8.62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.