Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335747
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Saúde mental relacionada ao trabalho : a complexidade das situações de trabalho e as limitações da abordagem dos fatores de riscos psicossociais
Title Alternative: Mental health related to work : the complexity of work situations and the limitation of psicossocial factors risk approach
Author: Pereira, Ana Carolina Lemos, 1983-
Advisor: Iguti, Aparecida Mari, 1955-
Abstract: Resumo: A globalização impactou o mundo do trabalho, acirrou a competitividade internacional com a anuência dos governos com políticas neoliberais que retiram direitos dos trabalhadores e promovem uma irrestrita precarização das condições de vida e trabalho. Novas formas de organização e más condições de trabalho, flexibilização, intensificação, desregulamentação, desmonte sindical e discursos empresariais que objetivam promover a adesão dos trabalhadores, mascarando o conflito capital trabalho marcam a atual conjuntura do mundo do trabalho. Sob o slogan de se produzir "mais com menos", observamos o aumento da incidência de transtornos mentais entre a classe trabalhadora, o que tem despertado a atenção de Organismos Internacionais, Governos e Entidades Representativas de Trabalhadores para esta problemática, e posto em pauta os Fatores de Riscos Psicossociais no Trabalho (FRPT), além de incentivar a busca por instrumentos que possam diagnosticar estes fatores. No Brasil algumas Normas Reguladoras do Trabalho (NRs) propõem que os FRPT sejam considerados na avaliação de saúde dos trabalhadores. No entanto, observamos as limitações da utilização desse termo que muitas vezes desconsidera a complexidade das situações de trabalho na avaliação de saúde dos trabalhadores, bem como dos determinantes macrossociais no processo de desgaste mental. Nesse sentido, esta Tese teve como Objetivo Geral identificar as conexões entre a complexidade dos modos atuais de organização capitalista da produção e do trabalho que impactam a saúde mental dos trabalhadores com as limitações da abordagem dos fatores de riscos psicossociais na avaliação desses impactos. Os objetivos específicos foram descrever e diferenciar as abordagens dos Fatores de Riscos Psicossociais e do Desgaste Mental no Trabalho e propor uma abordagem mais ampliada, integral da Saúde Mental relacionada ao Trabalho contextualizada nas situações singulares de trabalho. Para alcançar estes objetivos, a pesquisa contemplou a realização de entrevistas reflexivas com trabalhadores, dirigentes sindicais e servidores públicos de um Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, considerados informantes chaves para a temática proposta, e o material foi submetido à análise de conteúdo. Como resultados, pôde-se analisar a complexidade das situações de trabalho apresentadas pelos sujeitos e como as atuais configurações do mundo do trabalho impactam negativamente a saúde mental da classe trabalhadora e evidenciam as limitações da abordagem dos fatores de riscos psicossociais no trabalho. Também foram propostas algumas reflexões que apontam caminhos possíveis para uma atuação ética e comprometida com a saúde mental dos trabalhadores e uma abordagem ampliada e integral da saúde mental relacionada ao trabalho

Abstract: Globalization has impacted the world of work, heightened international competitiveness with the consent of governments with neoliberal policies that remove workers' rights and promote unrestricted precarious living and working conditions. New ways of organization and bad working conditions, flexibilization, intensification, deregulation, trade union dismantling and business speeches aimed at promoting workers' adhesion, masking the capital versus labor conflict, mark the current conjuncture of the business world. Under the slogan of producing more with less, we observe the increased incidence of mental disorders among the working class, which has attracted the attention of International Organizations, Governments and Workers' Representatives to this problem, and the Factors of Psychosocial Risks at Work (FRPT), besides encouraging the search for instruments that can diagnose these factors. In Brazil, some Work Regulation Standards (NRs) state that the FRPT should be considered when evaluating workers¿ health. However, we observe the limitations of the use of this term that often disregards the complexity of work situations in the workers' health assessment, as well as the macrosocial determinants in the mental burnout process. In this sense, this thesis had as its general objective the identification of the connections between the complexity of the current methods of capitalist production and work that impact the workers¿ mental health with the limitation of the factors of psychosocial risks¿s approach when evaluating these impacts. The specific goals were to describe and differentiate the approaches of the Factors of Psychosocial Risks at Work and the Mental Burnout at Work and to propose a more vast and unabridged approach to Mental Health related to Work and in context with the singular work situations. To reach these goals, the research contemplated the realization of reflective interviews with workers, trade union leaders and public servants of a Workers¿ Health Reference Center, considered key informants to the proposed theme, and the content was subjected to analysis. As a result, it was possible to analyse the complexity of the situations presented by the subjects and how the current workplace arrangements impact the working class¿s mental health in a negative way and show the limitations of the Factors of Psychosocial Risks at Work¿s approach. Also, there were suggested some speculations that point towards possible ways of acting that take into consideration ethics, is committed to the workers¿ mental health and a vast and unabridged approach to mental health related to work
Subject: Saúde mental
Riscos psicossociais
Trabalho
Saúde do trabalhador
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PEREIRA, Ana Carolina Lemos. Saúde mental relacionada ao trabalho: a complexidade das situações de trabalho e as limitações da abordagem dos fatores de riscos psicossociais. 2019. 1 recurso online (113 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_AnaCarolinaLemos_D.pdf1.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.