Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335653
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Proposta individualizada para investigar a validade do teste de lactato mínimo em cicloergômetro : Individualized protocol for lactate minimim validity analysis on cycling
Title Alternative: Individualized protocol for lactate minimim validity analysis on cycling
Author: Messias, Leonardo Henrique Dalcheco, 1990-
Advisor: Gobatto, Fúlvia de Barros Manchado, 1980-
Abstract: Resumo: O objetivo geral desse estudo é investigar a validade do teste de Lactato Mínimo (LacMin) em ciclismo frente a individualização das três fases que compõem essa aplicação (i.e. indução hiperlactacidemia, recuperação e teste incremental), comparando a intensidade fornecida por esse teste como aquela obtida no teste de Máxima Fase Estável do Lactato (MFEL), bem como os parâmetros fisiológicos e psicofisiológicos nas respectivas intensidades. Adicionalmente, é também objetivo do projeto estudar os efeitos da experiência prévia em ciclismo sobre a validade do teste de LacMin, bem como das respostas fisiológicas e psicofisiológicas obtidas na intensidade determinada por essa avaliação fisiológica. Inicialmente, os participantes experientes (n=10) e não experientes (n=10) em exercício de ciclismo foram adaptados ao cicloergômetro. Em um segundo encontro, um protocolo incremental foi conduzido para determinação da intensidade de limiar anaeróbio por concentração lactacidêmica. Por meio dessas, o protocolo de MFEL foi aplicado em três ou quatro sessões de avaliação. Subsequentemente, o Wingate Anaerobic Test (WAnT) foi conduzido objetivando primordialmente identificar o tempo individual de atingimento do pico lactacidêmico após o esforço de 30s. Como via final, o teste de LacMin individualizado foi aplicado em duplicata, com as fases de recuperação e incremental baseadas no tempo individual de atingimento do lactato pico após o WAnT e em percentuais da intensidade de MFEL (iMFEL), respectivamente. Por fim, um último teste de LacMin foi conduzido de forma generalizada. Concentração lactacidêmica ([Lac]), frequência cardíaca (FC) e saturação periférica de oxigênio (SpO2) bem como respostas advindas de escalas subjetivas de cansaço (PSC), esforço (PSE) e estimativa do tempo limite (ETL) foram analisadas. A validação foi procedida frente as vertentes lógica, de critério e descriminante em indivíduos com e sem experiência em exercício de ciclismo. Não observamos diferença entre a iMFEL e iLacMin, sendo a última determinada tanto em protocolo generalizado (iLacMin Gen) como individualizado (iLacMin Ind.Teste e iLacMin Ind.Reteste); a comparação entre as intensidades não foi influenciada pela experiência prévia (Não-Experientes ¿ iMFEL=143±21W; iLacMin Gen = 151±3W; iLacMin Ind.Teste = 149±22; iLacMin Ind.Reteste = 151±23W; Experientes - iMFEL=188±15W; iLacMin Gen = 190±10W; iLacMin Ind.Teste = 204±15; iLacMin Ind.Reteste = 203±16W ¿ ANOVA Two-Way - p=0,759). Contudo, diferenças significantes foram obtidas para todas as intensidades quando comparadas entre grupos. Não foram visualizas correlações significantes entre essas intensidades (Não-Experientes - iMFEL e iLacMin Gen ¿ r=0,19; p=0,598 ; iMFEL e iLacMin Ind.Teste ¿ r=0,61; p=0,059 ; iMFEL e iLacMin Ind.Reteste ¿ r=0,41; p=0,235 ; Experientes - iMFEL e iLacMin Gen ¿ r=0,29; p=0,437 ; iMFEL e iLacMin Ind.Teste ¿ r=0,56; p=0,109 ; iMFEL e iLacMin Ind.Reteste ¿ r=0,33; p=0,380). Embora separadamente os efeitos do teste e experiência tenham apresentado diferença para [Lac] (teste-p=0,002; experiência-p=0,001), SpO2 (experiência-p=0,001), PSC (teste-p=0,043; experiência-p=0,003), PSE (experiência-p=0,007) e ETL (experiência-p=0,001), não observamos interação das variáveis categóricas sobre as dependentes. Com base nos resultados apresentados, concluímos que frente as vertentes lógicas e descriminante o teste de LacMin apresenta validade. No entanto, considerando a ausência de correlações significativas entre iLacMin e iMFEL, não é possível proceder quando da validação por critério

Abstract: The aim of this study is investigate the Lactate Minimum Test (LacMin) validity based on the individualization of the three phases composed on this protocol (i.e. hiperlactatemia induction, rest and incremental test), comparing the intensity provided the LacMin with those from the Maximal Lactate Steady State (MLSS), as well as the physiological and psychophysiological at these intensities. Additionally, the study also aims to investigate the cycling experience effect on the LacMin validity. Nine to ten evaluation sessions were conducted. Firstly, the ergometer familiarization was provided on subjects experienced (n=10) and non-experienced (n=10) within the cycling exercise. On the second evaluation, an incremental test was conducted for the determination of the anaerobic threshold intensity. Based on this parameter, the MLSS was applied on 3-4 sessions. Subsequently, the Wingate Anaerobic Test (WAnT) was conducted for identification of peak blood lactate concentration moment. The individualized LacMin was tested for reproducibility, considering the time of rest phase based on those analyzed after the WAnT, and the incremental test conducted based on the MLSS intensity (iMLSS). Lastly, the non-individualized LacMin was also conducted. Blood lactate concentration ([Lac]), heart rate (HR) and peripheral oxygen saturation (SpO2) besides psychophysiological parameters such as perceived effort scales (PSC and PSE) and the estimation time limit scale (ETL) were analyzed. Validation was considered based on the logical content, of criterion and discriminant aspects, considering the cycling experience. Significant differences between iMLSS and iLacMin determined under non-individualized (iLacMin Gen) and individualized ((iLacMin Ind.Test and iLacMin Ind.Retest) protocols; such comparison was not influenced by the cycling experience (Non-Experienced ¿ iMLSS=143±21W; iLacMin Gen = 151±3W; iLacMin Ind.Test = 149±22; iLacMin Ind.Retest = 151±23W; Experienced - iMLSS=188±15W; iLacMin Gen = 190±10W; iLacMin Ind.Test = 204±15; iLacMin Ind.Retest = 203±16W ¿ ANOVA Two-Way - p=0,759). However, significant differences were observed between intensities when considered the groups. Significant correlations were not obtain between the intensities (Non-Experienced - iMLSS e iLacMin Gen ¿ r=0,19; p=0,598 ; iMLSS and iLacMin Ind.Test ¿ r=0,61; p=0,059 ; iMFEL and iLacMin Ind.Retest ¿ r=0,41; p=0,235 ; Experienced - iMFEL and iLacMin Gen ¿ r=0,29; p=0,437 ; iMFEL and iLacMin Ind.Test ¿ r=0,56; p=0,109 ; iMFEL e iLacMin Ind.Retest ¿ r=0,33; p=0,380). Although effects, when considered separately showed differences on [Lac] (test-p=0,002; experience-p=0,001), SpO2 (experience-p=0,001), PSC (test-p=0,043; experience-p=0,003), PSE (experience-p=0,007) e ETL (experience-p=0,001), we did not observe interaction between categorical variables on the dependents. We conclude that considering the logical content and discriminant aspects the LacMin validity is found. However, considered the non-significant correlations between intensities, the criterion validity cannot be proceeded
Subject: Validade dos testes
Avaliação física
Ciclismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MESSIAS, Leonardo Henrique Dalcheco. Proposta individualizada para investigar a validade do teste de lactato mínimo em cicloergômetro: Individualized protocol for lactate minimim validity analysis on cycling. 2018. 1 recurso online (102 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/335653. Acesso em: 9 dez. 2019.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Messias_LeonardoHenriqueDalcheco_D.pdf4.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.