Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335372
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Intervenção para promover a adesão medicamentosa em pacientes com doença arterial coronária : um estudo piloto
Title Alternative: Intervention to promote medication adherence in patients with coronary artery desease : a pilot study
Author: Santos Pedrosa, Rafaela Batista dos, 1988-
Advisor: Rodrigues, Roberta Cunha Matheus, 1965-
Abstract: Resumo: Evidências apontam para a descontinuidade do uso de medicamentos cardioprotetores pelos pacientes com síndrome coronária aguda (SCA) após a alta hospitalar. Uma variedade de intervenções, incluindo aquelas baseadas em teoria, têm sido testadas com vistas a otimizar os determinantes do comportamento de aderir à tomada dos medicamentos, tais como a intenção. Este estudo teve como objetivo avaliar o potencial de eficácia, a viabilidade e a aceitabilidade de uma intervenção de enfermagem na ativação da intenção para promover o comportamento de adesão aos medicamentos cardioprotetores em pacientes com antecedente de SCA, em seguimento na atenção básica á saúde. A intervenção foi delineada com base no referencial de Sidani e Braden, de acordo com as abordagens teórica, empírica e experiencial e foi dividida em duas etapas. A primeira etapa consistiu na abordagem experiencial, que envolveu a participação de pacientes com SCA e enfermeiros com experiência na assistência aos pacientes com SCA, da rede básica de saúde. Foi utilizada a técnica de avaliação de preferências para a realização de dois grupos: um com os pacientes e outro com os enfermeiros, com vistas a identificar a percepção de ambos sobre o modo de aplicação e dose da estratégia. A estratégia de intervenção consistiu na elaboração de planos de ação e de enfrentamento de barreiras para adesão aos medicamentos cardioprotetores. Os grupos foram gravados, transcritos na íntegra e estabelecidos grandes temas relacionados à adequação da intervenção. Um segundo pesquisador com experiência em análise qualitativa dos dados, determinou a concordância entre eles e os significados encontrados. Na segunda etapa da pesquisa, foi realizado um estudo piloto com 45 pacientes com coronariopatia, por meio de três encontros para testar o potencial de eficácia, a viabilidade e a aceitabilidade da intervenção de acordo com o modo de aplicação e dose estabelecidos na abordagem experiencial. Na primeira abordagem (T0), foi obtido o consentimento de participação no estudo e foram coletados os dados de caracterização sociodemográfica e clínica, as medidas da intenção, adesão aos medicamentos cardioprotetores, medidas da pressão arterial (PA) e da frequência de pulso periférico (FPP), bem como coleta de amostra sanguínea para avaliação do perfil lipídico. Em T30 (trinta dias após Tb), os pacientes foram submetidos à intervenção que consistiu na elaboração dos planos de ação e de enfrentamento de barreiras construídos em conjunto com a pesquisadora. Em T60 (30 dias após T30), foram repetidas as medidas coletadas em Tb e realizado um debriefing com os participantes para avaliação da aceitabilidade. A viabilidade foi avaliada por meio do número de participantes convidados e que mostraram interesse em participar, número de pessoas recrutadas elegíveis e não elegíveis e os motivos da inegebilidade, número de participantes elegíveis que desistiram de participar e razões da desistência, além do tempo dispendido na aplicação da intervenção. Para a avaliação do potencial de eficácia da intervenção, foi usado como variável desfecho a medida da adesão medicamentosa avaliada pelo Global Evaluation of Medication Adherence Instrument (GEMA) e a intenção foi avaliada pelo Instrumento de medida de fatores determinantes da adesão medicamentosaOs dados foram submetidos à análise estatística descritiva, qualitativa e Teste de Wilcoxon pareado para comparação das medidas adesão, PA, FPP e subfrações do perfil lipídico. Os resultados da etapa da abordagem experiencial sugerem o uso da forma escrita e verbal para a elaboração dos planos de ação e de barreiras para o uso de medicamentos cardioprotetores, com duração aproximada de 30 minutos. Foi ainda sugerido um reforço presencial na unidade básica de saúde em um intervalo de trinta dias. Na segunda etapa do estudo, os indivíduos arrolados para pesquisa apresentaram intenção positiva (4,9) e foi constatado o potencial de eficácia da estratégia de ativação da intenção, uma vez que apenas 13,3% dos participantes eram aderentes aos medicamentos cardioprotetores em T0 e após a implementação da intervenção esta porcentagem foi para 75,6% em T60 (p-valor<0,001) ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital

Abstract: Evidence indicates the discontinuation of the use of cardioprotective drugs by patients with acute coronary syndrome (ACS) after hospital discharge. A variety of interventions, including those based on theory, has been tested to optimize the determinants of adherence behavior to drug intake, such as intention. The objective of this study was to evaluate the potential of efficacy, viability and acceptability of a nursing intervention in the activation of intention to promote adherence behavior to cardioprotective drugs in patients with ACS, followed in the basic health care. The intervention was delineated based on Sidani and Braden, according to the theoretical, empirical and experiential approaches and was divided into two stages. The first stage consisted of the experiential approach, which involved the participation of patients with ACS and nurses with expertise in the care of patients with ACS, of the basic health network. The preference evaluation technique was used to perform two groups: one with the patients and the other with the nurses, in order to identify the perception of both on the mode of application and dose of the strategy. The intervention strategy consisted in drawing up action plans and coping with barriers to adherence to cardioprotective drugs. The groups were recorded, transcribed in full and established major themes related to the adequacy of the intervention. A second researcher with experience in qualitative analysis of the data determined the agreement between them and the meanings found. In the second stage of the research, a pilot study was conducted with 45 patients with coronary disease, through three meetings to test the effectiveness potential, viability and acceptability of the intervention according to the mode of application and dose established in the experiential approach. In the first approach (T0), consent to participate in the study was obtained and sociodemographic and clinical characterization data were collected, measures of intention, adherence to cardioprotective drugs, blood pressure (BP) and peripheral pulse rate measurements ( FPP), as well as blood sample collection for evaluation of the lipid profile. In T30 (thirty days after Tb), the patients were submitted to the intervention that consisted in the elaboration of the action plans and the confrontation of barriers built together with the researcher. At T60 (30 days after T30), the measurements collected in Tb were repeated and a debriefing was performed with the participants to assess acceptability. To measure drug adherence, the Global Evaluation of Medication Adherence Instrument (GEMA) was used and the intention was evaluated by the Instrument of measurement of factors determining drug adherence. Feasibility was assessed by the number of invited participants who showed an interest in participating, number of eligible and non-eligible recruits and reasons for ineligibility, number of eligible participants who gave up and reasons for withdrawal, plus time spent on intervention. The data were submitted to descriptive statistical analysis, qualitative and Wilcoxon test paired to compare the measures adherence, PA, FPP and subfractions of the lipid profile. The results of the stage of the experiential approach suggest the use of the written and verbal form for the elaboration of action plans and barriers for the use of cardioprotective drugs, with a duration of approximately 30 minutes. It was also suggested a face-to-face reinforcement in the basic health unit in a thirty-day interval. In the second stage of the study, individuals enrolled for research presented a positive intention (4.9) and the potential of the intention activation strategy was verified, since only 13.3% of the participants were adherent to cardioprotective drugs at Tb and after the implementation of the intervention this percentage was to 75.6% in T60 (p-value <0.001 )...Note: The complete abstract is available with the full electronic document
Subject: Enfermagem
Adesão à medicação
Comportamento
Intenção
Enfermagem baseada em evidências
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SANTOS PEDROSA, Rafaela Batista dos. Intervenção para promover a adesão medicamentosa em pacientes com doença arterial coronária: um estudo piloto. 2018. 1 recurso online (212 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pedrosa_RafaelaBatistaDosSantos_D.pdf2.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.