Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334590
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação do uso preemptivo da dexametasona 4mg na dor pós-operatória em pacientes submetidos ao tratamento endodôntico com ampliação foraminal   : Estudo clínico randomização triplo-cego  
Title Alternative: Evaluation of the preemptive use of dexamethasone 4mg in postoperative pain in paciente submitted to endodontic treatment with foraminal enlargement   : Triple-blind randomized clinical trial
Author: Teixeira, Jéssica Jeuken, 1995-
Advisor: Almeida, Jose Flavio Affonso de, 1979-
Abstract: Resumo: Este estudo teve como objetivo avaliar o uso preemptivo da dexametasona 4mg em dose única no controle da dor pós-tratamento endodôntico com ampliação foraminal, quando comparado à um placebo. As preparações farmacológicas foram administradas aos voluntários, 30 minutos antes do início do procedimento. Os tratamentos foram realizados por 24 alunos do curso de especialização da Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP, sendo preconizada a técnica de ampliação foraminal com instrumentação 1mm além do ápice dental, clorexidina gel 2% como substância química auxiliar e obturação com cimento Endomethasone N. Foram selecionados 199 pacientes que se apresentaram com necessidade de tratamento endodôntico, independentemente do diagnóstico inicial. Os voluntários foram divididos aleatoriamente em dois grupos, sorteados através do Excel: 103 pacientes no grupo placebo (Amido 4mg) e 96 pacientes no grupo dexametasona 4mg. Nos períodos de 24, 48, 72 horas e 1 semana após o término do procedimento, a dor pós-operatória foi analisada através de duas escalas: escala analógica visual (EAV) e na escala analógica numérica (EAN). A mensuração das escalas foi realizada através do software Image J. A dor pós-operatória dos diferentes grupos foi avaliada de acordo com os períodos analisados, sintomatologia inicial, diagnóstico pulpar e necessidade de utilização de medicação pós-operatória (ibuprofeno 200mg). Os resultados mostraram que 41,7% (83) dos pacientes relataram dor pós-operatória. Os níveis de dor pós-operatória foram menores, em todos os períodos avaliados, quando a dexametasona 4mg foi administrada (p<0,0001). Pacientes com sintomatologia prévia apresentaram significativamente maior incidência de dor pós tratamento, em ambos os grupos. Além disso, a dexametasona 4mg foi efetiva no controle da dor pós-tratamento independentemente do diagnóstico estudado e o número de medicações pós-operatórias consumidas nesse mesmo grupo foi significativamente menor. Concluiu-se que a dor pós-operatória em pacientes submetidos ao tratamento endodôntico com ampliação foraminal é menor com a utilização preemptiva da dexametasona 4mg em diferentes condições pulpares, em comparação ao placebo

Abstract: This study aimed to evaluate the preemptive use of dexamethasone 4mg in a single dose in the control of pain after endodontic treatment with foraminal enlargement, when compared to a placebo. Pharmacological preparations were given to volunteers 30 minutes before the start of the procedure. The treatments were carried out by 24 students of the specialization course of the School of Dentistry of Piracicaba - UNICAMP, and it was recommended the technique of foraminal magnification with instrumentation 1mm in addition to the dental apex, chlorhexidine gel 2% as auxiliary chemical and filling with Endomethasone N cement. We selected 199 patients who presented with need for endodontic treatment, independently of the initial diagnosis. The volunteers were divided randomly into two groups, drawn through Excel: 103 patients in the placebo group (Amido 4mg) and 96 patients in the dexamethasone group 4mg. In the 24, 48, 72 hour and 1 week postoperative period, postoperative pain was analyzed using two scales: visual analogue scale (VAS) and numerical analogue scale (VAS). The scales were measured using the software Image J. The postoperative pain of the different groups was evaluated according to the periods analyzed, initial symptomatology, pulp diagnosis and the need for postoperative medication (ibuprofen 200mg). The results showed that 41.7% (83) of the patients reported postoperative pain. Postoperative pain levels were lower in all evaluated periods when dexamethasone 4mg was given (p <0.0001). Patients with previous symptoms had a significantly higher incidence of post-treatment pain in both groups. In addition, dexamethasone 4mg was effective in controlling post-treatment pain regardless of the diagnosis being studied and the number of postoperative medications consumed in the same group was significantly lower. It was concluded that postoperative pain in patients submitted to endodontic treatment with foraminal enlargement is lower with the preemptive use of dexamethasone 4mg in different pulp conditions compared to placebo
Subject: Dor pós-operatória
Endodontia
Corticosteroides
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: TEIXEIRA, Jéssica Jeuken. Avaliação do uso preemptivo da dexametasona 4mg na dor pós-operatória em pacientes submetidos ao tratamento endodôntico com ampliação foraminal  : Estudo clínico randomização triplo-cego  . 2019. 1 recurso online (93 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Teixeira_JessicaJeuken_M.pdf4.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.