Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334354
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Corpo Fronteira : Dança e loucura em estados de criação = Body Border: Dance and madness in states of creation
Title Alternative: Body Border : Dance and madness in states of creation
Author: Reis, Bruna Martins, 1982-
Advisor: Quilici, Cassiano Sydow, 1959-
Abstract: Resumo: Esta tese faz uma reflexão sobre um modo de intervenção artística no campo da Saúde Mental, investigando uma prática de dança desenvolvida com pessoas com transtornos mentais, usuários de um CAPS, da cidade de Campinas e outros desdobramentos das aproximações com o campo da loucura. A partir da implicação no plano de pesquisa como trajeto em composição, uma cartografia dos processos criativos experimentados nesta prática/intervenção se desenha, explorando alguns procedimentos da técnica Klauss Vianna de dança e educação somática como premissas do trabalho corporal, buscando tatear as reverberações desta experiência como aberturas a outros territórios corporais e subjetivos; vislumbrados no âmbito dos usuários participantes, bem como da própria pesquisadora em suas práticas artísticas. Reitera-se a indissociabilidade entre processos pedagógicos e processos artísticos, explicitando um fazer que se constrói entre arte e vida, na tentativa de apreender certas possibilidades de criar outros corpos para habitar a loucura; tatear outros modos perceptivos para o enfrentamento cotidiano e transitar entre outras materialidades expressivas, concebidas como territórios provisórios de existência. Para dar visibilidade às camadas impressas nesse processo, uma dramaturgia narrativa se tece como assemblage de muitas vozes, nas quais estão impregnadas algumas das aberturas precárias que esse trabalho engendra nos corpos, na escrita e nos modos de acompanhar processos. Tal discussão expõe aproximações entre dança e clínica, considerando ambas as práticas como disparadoras de processos de subjetivação, voltados à criação de estratégias de invenção de si e invenção de outros modos de vida. Além disso, articula-se como campo expandido das artes performativas, por compreender que tal experiência permite explorar um modo de fazer/pensar a prática da dança em contextos sociais inabituais às artes da cena, reafirmando a potência de práticas artísticas como política que interfere na criação de mundos, instaurando processos criativos implicados na produção de si como arte do vivido

Abstract: This thesis reflects on artistic intervention in Mental Health services by investigating how dance is used in a project with patients afflicted by mental disorders who attend a CAPS unit in Campinas, São Paulo. Considering the research plan as a path that reveals itself during the journey, a cartography of creative processes experienced during this practice/intervention is drawn through the exploration of procedures from the Klauss Vianna technique and somatic education as premises to other bodily and subjective territories seen from the perspectives of both attendees and the researcher in their artistic practices. It is important to point out the impossibility of separating pedagogical and artistic processes in a practice that is built between life and art, in an attempt to learn the subtleties of a delicate work, as the possibility of creating other bodies to inhabit insanity, of feeling for other ways of perceiving to aid in daily confrontations and stepping into other, expressive forms of materiality conceived as temporary places for existence. To shine a light on layers impressed in this process, a narrative drama is woven as the assemblage of many voices permeated by some precarious openings that this work creates in bodies, writing, and ways of monitoring processes. This discussion highlights approximations between dancing and clinical work, considering both triggers for subjectification processes aimed at the creation of strategies to invent oneself and other ways of living. It is also articulated with the expanded field of performing arts as it understands that this experience allows for the exploration of a way of seeing and performing dance in unusual social contexts, thus reaffirming the strength of artistic practices as politics interfering in the creation of worlds, establishing creative processes implicated in the production of oneself as art based on life experiences
Subject: Dança
Loucura
Processo criativo
Klauss Vianna, Técnica de
Cartografia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: REIS, Bruna Martins. Corpo Fronteira: Dança e loucura em estados de criação = Body Border: Dance and madness in states of creation. 2018. 1 recurso online (297 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/334354. Acesso em: 5 jul. 2019.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Reis_BrunaMartins_D.pdf8.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.