Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333351
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Adaptação cultural e avaliação das propriedades de medida do instrumento Patient Safety Climate in Healthcare Organizations
Title Alternative: Cross-cultural adaptation and measurement properties evaluatio of the instrument Patient Safety Climate in Healthcare Organizations
Author: Panunto, Marcia Raquel, 1985-
Advisor: Guirardello, Edinêis de Brito, 1960-
Abstract: Resumo: O clima de segurança fornece uma medida temporal da cultura de uma organização de saúde e é possível de ser mensurado a partir da percepção dos profissionais em relação ao comportamento e ações que priorizam a segurança em seu ambiente de trabalho. Entre os instrumentos disponíveis para essa avaliação está o Patient Safety Climate in Healthcare Organizations (PSCHO), composto por 45 afirmativas, das quais 42 estão distribuídas em 12 dimensões: engajamento da administração da instituição, recursos organizacionais para a segurança, ênfase geral na segurança do paciente, apoio dos gerentes da unidade, normas de segurança na unidade, reconhecimento da unidade e apoio à dedicação em relação à segurança, aprendizado coletivo, segurança psicológica, responsividade aos problemas, medo do constrangimento, medo de culpabilização e punição, e prestação de cuidado seguro. O presente estudo teve por objetivo realizar a tradução, adaptação cultural e validação do instrumento PSCHO para o contexto brasileiro. Trata-se de um estudo metodológico que, para a adaptação cultural, seguiu as etapas de tradução, síntese, retrotradução, avaliação por um comitê de juízes e pré-teste com 40 sujeitos. Para a análise das propriedades de medida da versão brasileira do PSCHO participaram do estudo 283 profissionais, entre eles enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, médicos docentes, assistentes e residentes, de dois hospitais públicos de ensino do Estado de São Paulo, tendo um deles certificação internacional de qualidade. Verificou-se a validade pela análise fatorial confirmatória, por construto convergente com a dimensão clima de segurança do Safety Attitudes Questionnaire e por grupos conhecidos. A confiabilidade foi mensurada pelo alfa de Cronbach e pela confiabilidade composta. As etapas de tradução e retrotradução foram realizadas sem dificuldades. Na etapa de síntese consultou-se a autora do instrumento para adequar a equivalência de alguns termos. A avaliação das versões obtidas foi julgada satisfatória pelo comitê de juízes e ocorreram pequenas alterações para adequar a equivalência dos itens. No pré-teste, a versão brasileira do PSCHO demonstrou adequada validade de conteúdo e facilidade de compreensão pelos participantes. A análise fatorial confirmatória resultou na exclusão de quatro itens do instrumento; foi obtida correlação de forte magnitude com a subescala de clima de segurança do SAQ e houve diferença significante na avaliação do clima entre os hospitais pela maioria das dimensões do PSCHO. A confiabilidade composta foi considerada satisfatória, assim como o processo de adaptação cultural do instrumento, que seguiu as etapas recomendadas. O PSCHO, versão brasileira, foi testado e um modelo com 38 itens mostrou-se válido e confiável para analisar o clima de segurança do paciente nas instituições hospitalares

Abstract: The safety climate provides a temporal measure of the culture of a healthcare organization and it is possible to be assess from the professionals' perception of the behavior and actions that prioritize safety in their work environment. Among the tools available for this evaluation there is the Patient Safety Climate in Healthcare Organizations (PSCHO), composed by 45 items, of which are distributed in 12 dimensions: senior managers¿ engagement, organizational resources, overall emphasis on safety, unit managers¿support, unit safety norms, unit recognition and support for safety, collective learning, psychological safety, problem responsiveness, fear of shame, fear of blame and punishment and provision of safe care. The present study aimed to perform the cross-cultural adaptation and validation of the PSCHO instrument to the Brazilian context. This is a methodological study that followed, for cultural adaptation, the steps of translation, synthesis, back-translation, expert¿s committee evaluation and pretest with 40 subjects. To evaluate the psychometric properties of the PSCHO - brasilian version, the sample consisted of 283 professionals, among them nurses, nursing assistants and technicians, physiotherapists, teaching physicians, physicians and residents, from two public teaching hospitals of the State of São Paulo, one of whom has international quality certification. Validity was checked by confirmatory factor analysis, convergent validity with the safety climate dimension of Safety Attitudes Questionnaire and known groups validity. The reability was assessed by the Cronbach's alpha and the composite reliability. The steps of translation and back-translation did not present difficulties. In the synthesis step, the author of the instrument was consulted to adapt the equivalence of some terms. The evaluation of the versions obtained was considered satisfactory by the expert committee and small changes were made to adjust the equivalence of the items. In the pretest, the PSCHO - Brazilian version demonstrated adequate content validity and easy comprehension by the participants. The confirmatory factorial analysis resulted in the exclusion of four items of the instrument, a strong correlation was obtained with the SAQ safety climate subscale and there was a significant difference between safety climate of the hospitals by most domains of the PSCHO. The composite reliability was considered satisfactory. The process of cultural adaptation of the instrument followed the recommended steps and was considered satisfactory. The PSCHO - Brazilian version was tested and a model with 38 items proved to be valid and reliable to evaluate the patient safety climate in hospital institutions
Subject: Enfermagem
Tradução
Estudos de validação
Cultura organizacional
Segurança do paciente
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PANUNTO, Marcia Raquel. Adaptação cultural e avaliação das propriedades de medida do instrumento Patient Safety Climate in Healthcare Organizations. 2017. 1 recurso online (158 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cunha_MarciaRaquelPanuntoDias_D.pdf5.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.