Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/333270
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Adaptação cultural, validade e usabilidade do instrumento : the incontinence-associated dermatitis and severity instrument (IADS-D2)
Title Alternative: Cultural adaptation, validity and usability of the instrument : the incontinence-associated dermatitis and severity instrument (IADS-D2)
Author: Souza, Flávia Adriana de, 1976-
Advisor: Lopes, Maria Helena Baena de Moraes, 1959-
Abstract: Resumo: Introdução: A Dermatite Associada à Incontinência (DAI) é uma inflamação da pele comum em indivíduos incontinentes expostos a urina e ou fezes. Essa manifestação clínica pode causar dor em queimação e incômodo, agravando-se a cada episódio de eliminação urinária e fecal. Inicialmente a DAI se apresenta como vermelhidão, podendo evoluir com perda cutânea, acomete diferentes regiões do corpo e pode apresentar infecção fúngica oportunista. Estudos apontam elevada incidência e prevalência, muitas vezes subestimadas pela falta de identificação pelos profissionais de saúde. O uso de instrumento de avaliação, que identifique e avalie a gravidade da DAI é uma estratégia para assegurar a assistência prestada. Objetivos: Traduzir, adaptar e avaliar a validade de critério e usabilidade do instrumento The Incontinence-Associated Dermatitis and Its Severity Instrument (IADS-D.2). Métodos: As primeiras etapas foram tradução inicial para o português, síntese das traduções, retrotradução, avaliação por comitê de especialistas e pré-teste com 30 enfermeiros, como recomendado pela literatura internacional. Para o pré-teste foram usadas seis fotos de pacientes com DAI que foram avaliadas por um painel de especialistas tornando-se o padrão de referência (critério). Para a avaliação da validade de critério e usabilidade, a amostra foi composta por 60 enfermeiros de um hospital público de ensino. Foi explicado o objetivo da pesquisa e após o aceite, entregue o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Em seguida foram entregues: a ficha de categorização sociodemográfica; a versão final do instrumento (IADS-D.2) e a folha de pontuação traduzidos, juntamente com cinco das seis fotos usadas no pré-teste (casos) para análise e o questionário likert de avaliação da usabilidade e da qualidade das fotos (casos). Os instrumentos preenchidos foram entregues pelos participantes logo após finalizarem sua avaliação. Na avaliação do perfil dos enfermeiros, da validade de critério, usabilidade do instrumento e qualidade das fotos foram calculadas as frequências absolutas (n) e relativas (%) das variáveis e respostas ao questionário likert. Para a validade de critério foi aplicado o teste de Wilcoxon para uma amostra, com nível de significância igual a 5%. Resultados: As etapas de tradução foram realizadas com necessidade de poucos ajustes, o que permitiu a equivalência entre as versões original e traduzida. No pré-teste, não houve necessidade de modificação do instrumento e uma foto (caso) foi excluída. Quanto à validade de critério, os escores estabelecidos pelos 60 enfermeiros não diferiu dos escores determinados pelos especialistas (critério). A grande maioria dos enfermeiros avaliou positivamente o instrumento traduzido quanto a usabilidade, bem quanto a qualidade das fotos usadas para análise (concordância parcial e total igual ou acima de 96,7%). Conclusões: A adaptação cultural do IADS-D.2 para o português do Brasil obteve resultados satisfatórios, o instrumento demonstrou ser uma ferramenta válida e de fácil uso para se avaliar a presença e gravidade da DAI

Abstract: Introduction: Incontinence-associated dermatitis (IAD) is a common skin inflammation in individuals incontinent to urine and/or feces. This clinical manifestation can cause burning pain and discomfort that can be aggravated after each urinary and or fecal elimination. Initially the IAD presents as redness, being able to evolve with cutaneous loss. It may affect different regions of the body and may present opportunistic fungal infection. Studies point to high incidence and prevalence, often underestimated by the lack of identification by health professionals. The use of an assessment tool that identifies and assesses the severity of IAD is a strategy to ensure the assistance provided. Objectives: To translate, to adapt and to evaluate the criteria validity and the usability of the "Incontinence-Associated Dermatitis and Its Severity Instrument"(IADS-D.2). Methods: The first steps were translation to Portuguese, synthesis of translations and back translation for translation accuracy. Followed by an evaluation by a panel of experts and pre-testing with 30 nurses, as recommended in the literature. For the pre-test were used six photos of patients with IAD that were evaluated by a panel of specialists becoming the reference standard (criterion). For the evaluation of criterion validity and usability, the sample consisted of 60 nurses from a public teaching hospital. The purpose of the research was explained and, after acceptance, the Free and Informed Consent Form was given. Then, the socio-demographic categorization form; the final version of the instrument (IADS-D.2) and the scoring sheet translated, together with five of the six photos used in the pre-test (cases) for analysis and the likert questionnaire for assessing the usability and quality of the photos were delivered. Participants delivered the completed instruments as soon as they completed their evaluation. Results: The translation steps were carried out with the need for few adjustments, which allowed the equivalence between the original and translated versions. In the pre-test, there was no need to modify the instrument and a photo (case) was excluded. Regarding the criterion validity, the scores established by the 60 nurses did not differ from the scores determined by the specialists (criterion). The majority of the nurses evaluated positively the translated instrument for usability as well as the quality of the photos used for analysis (partial and total agreement equal or above 96.7%). Conclusion: The cultural adaptation of IADS-D.2 to Brazilian Portuguese obtained satisfactory results, the instrument proved to be a valid and easy-to-use tool to evaluate the presence and severity of IAD
Subject: Incontinência urinária
Incontinência fecal
Pele - Inflamação
Tradução
Estudos de validação
Enfermagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SOUZA, Flávia Adriana de. Adaptação cultural, validade e usabilidade do instrumento: the incontinence-associated dermatitis and severity instrument (IADS-D2). 2017. 1 recurso online (142 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_FlaviaAdrianaDe_M.pdf6.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.