Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332967
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Bitewing extraoral e radiografia panorâmica : estudo comparativo da performance no diagnóstico de terceiros molares inferiores e da dose de exposição = Extraoral bitewing and panoramic radiography: a comparative study of the performance in the mandibular third molars assessment and exposure dose
Title Alternative: Extraoral bitewing and panoramic radiography : a comparative study of the performance in the mandibular third molars assessment and exposure dose
Author: Freire, Bernardo Barbosa, 1993-
Advisor: Haiter Neto, Francisco, 1964-
Abstract: Resumo: A exodontia dos terceiros molares é um procedimento comum na cirurgia buco-maxilo-facial. A avaliação radiográfica pré-operatória auxilia na elaboração de um adequado planejamento cirúrgico. A radiografia interproximal extraoral (IPE), modalidade de imagem recentemente desenvolvida e derivada da radiografia panorâmica (PAN), tem se destacado por permitir a visualização das coroas dentárias e ápices radiculares da região de canino aos terceiros molares, expondo uma menor área do paciente à radiação. Porém, a utilização da IPE na avaliação dos terceiros molares inferiores ainda não foi investigada na literatura. Os objetivos nesse estudo foram comparar a performance da PAN e da IPE no diagnóstico dos terceiros molares inferiores e avaliar a dose de exposição em órgãos críticos expostos durante a realização de ambos exames por imagem. Foram utilizadas imagens de PAN e IPE obtidas a partir de um crânio e vinte mandíbulas humanas secas que apresentavam um total de 34 terceiros molares inferiores. Os terceiros molares foram avaliados de acordo com o posicionamento (angulação e profundidade de impactação), presença de sinais radiográficos de proximidade com o canal da mandíbula, relação mesio-distal entre o terceiro e o segundo molar e relação vertical entre os ápices radiculares e o canal da mandíbula. Como padrão de referência para avaliação da relação vertical, foram utilizadas imagens obtidas por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC). A mensuração da dose de exposição de superfície relacionada à PAN e a IPE foi realizada por meio de dosímetros termoluminescentes (TLDs), os quais foram distribuídos ao longo de sete locais pré-determinados na região de cabeça e pescoço de um phantom antropomórfico. Para a análise estatística, os testes Kappa ponderado, McNemar Bowker, ANOVA two-way e o coeficiente de correlação intraclasse (ICC) foram realizados. O posicionamento dos terceiros molares inferiores não diferiu entre os exames por imagem comparados (p=1,000). Uma maior quantidade de sinais radiográficos de proximidade foi observada na IPE, no entanto sem diferença significativa em relação à PAN (p=0,247). Apesar das imagens de IPE terem apresentado uma redução na sobreposição das faces proximais entre o segundo e terceiro molar, esse resultado não foi estatisticamente significante (p=0,079). Quanto à relação vertical, embora não tenham sido observadas diferenças significativas entre a PAN e ao IPE na avaliação da distância entre o terceiro molar e o canal da mandíbula (p=0,072), verificou-se que há uma tendência de aproximação entre essas estruturas quando avaliadas na IPE. Ambos os exames radiográficos diferiram estatisticamente quando comparados com as imagens de TCFC (p<0,05). A dose de exposição relacionada à IPE foi maior que à PAN (p<0,05), com destaque para a região da glândula submandibular, que foi exposta a uma dose significativamente maior que as demais regiões. Em conclusão, a IPE demonstrou tendência de aproximar as raízes dentárias e o canal da mandíbula, mas apresentou uma diminuição na sobreposição das faces proximais com o segundo molar. A maior dose de exposição relacionada à interproximal extraoral ressalta a revelância de seguir o princípio ALADA para escolha da modalidade de imagem adequada para a tarefa de diagnóstico específica

Abstract: The third molar removal is a common procedure in maxillofacial surgery, and preoperative radiographic evaluation is essential for an adequate surgical planning. The extraoral bitewing radiography (EBW), a recently developed imaging modality derived from panoramic radiography (PAN), has been stood out to allow the visualization of dental crowns and roots from canine to the third molars, exposing a smaller area of the patient to radiation. However, the use of EBW in the assessment of mandibular third molars has not been investigated in the literature. The aim of this study was to compare the performance of EBW and PAN in the diagnosis of mandibular third molar and to evaluate the exposure skin surface dose in critical organs exposed during both exams. Images of PAN and EBW obtained from a skull and 20 dry human mandibles were used, with a total of 34 mandibular third molars. The third molars were evaluated according to the positioning (angulation and depth of impaction), presence of radiographic signs of proximity to the mandibular canal, mesio-distal relationship between the third and second molars and vertical relationship between the root apex and the mandibular canal. Cone beam computed tomography (CBCT) images were obtained and used to serve as a reference standard for evaluation of the vertical relationship. Measurement of the exposure skin surface dose related to PAN and EBW was performed using thermoluminescent dosimeters (TLDs), which were distributed over seven predetermined sites in the head and neck region of an anthropomorphic phantom. For statistical analysis, the weighted Kappa test, McNemar Bowker, two-way ANOVA and the intraclass correlation coefficient (ICC) were performed. The positioning of the mandibular third molars did not differ between the imaging modalities compared (p=1.000). More radiographic proximity signs were observed in the EBW, however without significant differences in relation to PAN (p=0.247). Although the EBW images showed a reduction in the overlap of the proximal faces between the second and third molars, this result was not statistically significant (p=0.079). Regarding the vertical relationship, although no significant differences were observed between PAN and EBW in the assessing the distance between the third molar and the mandibular canal (p=0.072), there was a tendency to approximate these structures when evaluated in EBW. Both imaging modalities differed statistically when compared to CBCT images (p<0.05). The exposure dose related to EBW was higher than that of PAN (p<0.05), especially in the submandibular gland region, which was exposed at a significantly higher dose than other regions. In conclusion, the EBW has shown a tendency to approach the dental roots and the mandibular canal, but also demonstrated a decrease in the overlap of the proximal faces with the second molar. The higher exposure dose related to extraoral bitewing highlight the relevance of following the ALADA principle to choose the appropriate imaging modality for the specific diagnostic task
Subject: Terceiros molares
Mandibula
Radiografia panorâmica
Tomografia computadorizada de feixe cônico
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: FREIRE, Bernardo Barbosa. Bitewing extraoral e radiografia panorâmica: estudo comparativo da performance no diagnóstico de terceiros molares inferiores e da dose de exposição = Extraoral bitewing and panoramic radiography: a comparative study of the performance in the mandibular third molars assessment and exposure dose. 2017. 1 recurso online (54 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freire_BernardoBarbosa_M.pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.