Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332878
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Vivência da arte da pintura do ventre materno por profissionais e gestantes : histórias, emoções e significados
Title Alternative: Experience of the art of the maternal womb painting by professionals and pregnant women : histories, emotions and meanings
Author: Mata, Júnia Aparecida Laia da, 1986-
Advisor: Shimo, Antonieta Keiko Kakuda, 1953-
Abstract: Resumo: Introdução: a Arte da Pintura do Ventre Materno é uma atividade artística que envolve uma técnica de pintura aplicada no abdome da gestante, na qual são representados, objetivamente, o bebê imaginário e outros elementos ligados à gestação como o cordão umbilical, a placenta, o útero e a bolsa das águas. Trata-se de uma prática de cuidado que tem sido adotada pela enfermeira generalista, a enfermeira obstetra e a obstetriz. Até a produção desta tese, não haviam sido realizados estudos científicos que abordassem sobre o uso desta arte visual na saúde. Objetivos: descrever quando, como e por que a enfermeira e a obstetriz aplicam a pintura no ventre de gestantes; identificar as expressões emocionais manifestadas por gestantes na vivência da Arte da Pintura do Ventre Materno; compreender o significado da vivência da Arte da Pintura do Ventre Materno para gestantes. Método: tratou-se de uma pesquisa exploratória, desenvolvida em uma abordagem qualitativa. Foi parcialmente fundamentada na Teoria das Representações Sociais, de Serge Moscovici. Incluiu dez gestantes vinculadas a uma unidade de Estratégia de Saúde da Família, de Curitiba, PR, Brasil, com idade gestacional de 24 semanas ou mais; e sete profissionais de saúde (uma enfermeira generalista, quatro enfermeiras obstetras e duas obstetrizes) que aplicam a pintura no ventre de gestantes. A produção dos dados envolveu: entrevista, história oral temática, aplicação da Arte da Pintura do Ventre Materno, fotografia, filmagem e diário de campo. A análise e a interpretação dos achados foram desenvolvidas de duas maneiras: 1) Análise temática de conteúdo das entrevistas realizadas com as gestantes e as profissionais, baseada em Laurence Bardin; 2) Identificação e codificação das expressões emocionais, por meio do Facial Action Coding System, de Ekman e Friesen. Resultados: a enfermeira e a obstetriz mostraram adotar a pintura do ventre no cuidado pré-natal e dentro da maternidade como estratégia de educação em saúde e na promoção do bem-estar materno e familiar, aplicando-a de diferentes formas, que estão relacionadas à filosofia de cuidado e a intencionalidade de cada uma, às suas habilidades em desenhar e pintar, ao tempo e material disponíveis e à participação, ou não, de terceiros no processo da pintura. As gestantes que vivenciaram a Arte da Pintura do Ventre Materno manifestaram seis emoções universais, a saber: medo (100%), alegria (100%), surpresa (100%), nojo (50%), tristeza (40%) e raiva (20%). A partir dos discursos delas emergiram duas categorias de análise que revelam o potencial desta arte visual na promoção de experiências do núcleo subjetivo da vinculação ou de amor com o feto e os comportamentos maternos gerados pela pintura do ventre. A representação social das gestantes acerca da vivência da Arte da Pintura do Ventre Materno é "Eu imagino, eu vejo, me conecto e me aproximo do meu bebê". Conclusões: a Arte da Pintura do Ventre Materno promove expressão, interação, emoções e a experiência subjetiva da vinculação ou de amor entre mãe e feto. Representa um recurso de cuidado valioso para as/os profissionais que atuam na obstetrícia sob a ótica humanista ou holística. Espera-se, a partir desta pesquisa, ampliar a visibilidade desta técnica, para que seja adotada e desenvolvida em novos espaços, refletida, discutida e estudada por mais profissionais e cientistas

Abstract: Introduction: the Art of Maternal Womb Painting is an artistic activity involving a painting technique which is applied on pregnant women's abdomens, which objectively represents the imaginary baby and other gestational elements, such as placenta, water bag and umbilical cord. It's a caring practice that has been adopted by the generalist nurse, obstetric nurse and midwife. Until this thesis production, there weren't studies which addressed this visual art in health. Objectives: describe when, how and why the nurse and midwife apply painting on pregnant women; identify emotional expressions exhibited by pregnant women during the Maternal Womb Painting; comprehend the meaning of living the Art of Maternal Womb Painting for pregnant women. Method: exploratory research, based on qualitative approach. It had as theoretical-methodological benchmark the Social Representation Theory, by Serge Moscovici. It includes ten pregnant women linked to a unit of Strategy in Family's Health, in Curitiba, PR, Brazil, with gestational age of 24 weeks or more; and seven health professionals (a generalist nurse, four obstetric nurses, and two midwifes), who apply painting on pregnant women's wombs. The production of these data has involved: interview, thematic oral history, application of Maternal Womb Painting, photograph, filming and field diary. The analysis and interpretation of the results were developed in two ways: 1) Thematic analysis of the interviews done with pregnant women and professionals based on Laurence Bardin; 2) Identification and coding of emotional expressions, through the Facial Action Coding System, by Ekman and Friesen. Results: the generalist nurse and midwife have adopted the womb painting art during the prenatal care and in maternity hospital as health education strategy. Besides promoting maternal and familiar welfare, applying it in different ways, which are related to: the care philosophy and the intentionality of each one; to their drawing and painting skills; to the time and available material and participation, or not, of third- parties on the painting process. Pregnant women, who lived the Art of Maternal Womb Painting, exhibited six universal emotions: fear (100%), happiness (100%), surprise (100%), disgust (50%), sadness (40%) and anger (20%). Based on their speeches, two categories of analysis emerged, which revealed the potential of this visual art to promote experiences from the subjective nucleus of relation or love with the fetus and maternal behavior generated by womb painting. The social representation of pregnant women about living the Art the Maternal Womb Painting is: "I imagine, I see, I connect myself and come closer to my baby". Conclusion: the Art of Painting Maternal Womb promotes expressions, interactions, emotions and subjective experiences of relation or love between mother and fetus. It represents a valuable care resource for professionals who work in obstetrics under humanistic and holistic view. It's expected from this research, to amplify the visibility of this technique, to be adopted and developed in new areas, reflected, deeply discussed and studied by more professionals and scientists
Subject: Arte
História
Emoções manifestas
Enfermagem
Obstetrícia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MATA, Júnia Aparecida Laia da. Vivência da arte da pintura do ventre materno por profissionais e gestantes: histórias, emoções e significados. 2017. 1 recurso online (256 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mata_JuniaAparecidaLaiaDa_D.pdf5.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.