Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332794
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: A experiência dos avós de crianças hospitalizadas em unidade de terapia intensiva pediátrica
Title Alternative: The grandparents' experience of children in pediatric intensive care unit
Author: Moraes, Erika Sana, 1990-
Advisor: Mendes-Castillo, Ana Márcia Chiaradia, 1982-
Abstract: Resumo: A admissão de uma criança em unidade de terapia intensiva impõe uma sobrecarga sobre os pais, irmãos e outros membros familiares. O estresse é vivenciado por todos, e interfere tanto nas relações pessoais quanto pode gerar mudanças nas rotinas familiares, tanto pela doença como pelo ambiente da terapia intensiva. Enfermeiros que trabalham com crianças sabem que o fornecimento de apoio e informação para os pais é importante, mas ainda são tímidos em considerar as necessidades dos avós, que também precisam de apoio e precisam ser considerados pelos profissionais, uma vez que a participação dos avós no cuidado tem sido cada vez mais presente nas famílias brasileiras. Em nossa realidade, ainda é pequeno o movimento dos pesquisadores em abordar a terceira geração familiar quando uma criança está doente. Diante disso, o objetivo deste estudo é compreender, a partir da perspectiva dos avós, a experiência de ter um neto hospitalizado em unidade de terapia intensiva pediátrica. Trata-se de um estudo qualitativo, que utilizou o referencial teórico do Interacionismo Simbólico e os pressupostos da Teoria fundamentada nos dados como referencial metodológico. Foram entrevistados nove avós de crianças hospitalizadas em UTI pediátrica de um hospital escola de uma Universidade do interior de São Paulo. Os dados foram coletados por meio de observação participante e entrevistas semi-estruturadas. As entrevistas foram gravadas e transcritas na íntegra logo após a sua realização, e analisadas de forma comparativa e constante, conforme preconizado pela Teoria Fundamentada nos dados. Através do processo de análise, realizado por meio das etapas de codificação aberta e axial, foi possível identificar dois fenômenos: Percebendo-se envoltos em uma tempestade, que compreende o sofrimento intenso e multiplicado vivenciado pelos avós, e representa as demandas dos avós em meio à doença crítica do neto; o segundo, Lutando para ser a âncora da família, representa a resposta dos avós diante do primeiro fenômeno, engloba o papel que os avós atribuem a si, de sustentação e estabilização da família, bem como o movimento deles para reunir forças e recursos para conseguir desempenhar esse papel. Os avós carregam um fardo durante a experiência de hospitalização do neto, evidenciado pela sua necessidade de demonstrar força, mantendo um papel de sustentação e de não partilhar do próprio sofrimento com outros membros da família, para não sobrecarregar os outros que já estão sofrendo, mas, dessa forma, sobrecarregando a si próprios. Padecem de recursos externos para atender as próprias demandas, que quando não atendidas ameaçam o papel desempenhado. É necessário que os profissionais adotem o conceito de cuidado centrado na criança e na família em sua maneira mais ampla, incluindo os avós

Abstract: The admission of a child to an intensive care unit imposes an overload on parents, siblings and other family members. Stress is experienced by all, and it interferes in personal relationships and can lead to changes in family routines, by illness and by the environment of intensive care. Nurses who work with children know that providing support and information to parents is important, but they are still shy about considering the needs of grandparents, who also need support and need to be considered by professionals, since grandparents' Care has been increasingly present in Brazilian families. In our reality, there is still a small movement of researchers to approach the third generation of the family when a child is ill. Therefore, the objective of this study is to understand, from the perspective of the grandparents, the experience of having a grandchild hospitalized in a pediatric intensive care unit - PICU. This is a qualitative study that used the theoretical framework of Symbolic Interactionism and the assumptions of the Grounded Theory as a methodological framework. Nine grandparents of children hospitalized in a PICU of a school hospital of a University of the interior of São Paulo were interviewed. Data were collected through semi-structured interviews. The interviews were recorded and transcribed in full right after their completion, and analyzed in a comparative and constant analises, as recommended by the Grounded Theory. Through the process of analysis, performed through the open and axial coding, it was possible to identify two phenomena: PERCEIVING THEMSELVES INVOLVED IN A STORM, which comprehend the intense and multiplied suffering experienced by the grandparents, and represents the demands of the grandparents in amid to the grandson's critical ill. The second, STRIVING TO BE AN ANCHOR FOR THE FAMILY, represents the grandparents' response at the first phenomenon, includes the role that the grandparents attribute to themselves, the support and stabilization of the family, as well as their movement to gather strengths and resources to give to do this role. Grandparents carry a burden during the grandchild's hospitalization experience, evidenced by their need to demonstrate strength, maintaining a supporting role and not sharing their own suffering with other family members, so as not to overwhelm others who are already suffering but, thus overload themselves. Suffer by an absence of external resources to atend their own demands, Which, when left unattended, threaten the role played. Professionals need to adopt the concept of child and family-centered care in its broadest way, including grandparents
Subject: Enfermagem pediátrica
Relações familiares
Unidades de terapia intensiva pediatrica
Pesquisa qualitativa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MORAES, Erika Sana. A experiência dos avós de crianças hospitalizadas em unidade de terapia intensiva pediátrica. 2017. 1 recurso online (109 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/332794>. Acesso em: 14 nov. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moraes_ErikaSana_M.pdf2.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.