Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332048
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo do tonstein associado à jazida de carvão de Figueira (estado do Paraná, Brasil) e calibração de biozonas
Title Alternative: Study of tonstein associated with the coal seams of Figueira (Paraná state, Brazil) and biozones calibration
Author: Jurigan, Isabela, 1993-
Advisor: Ricardi-Branco, Fresia, 1963-
Abstract: Resumo: Na Bacia do Paraná, estudos de caráter palinoestratigráfico em camadas de carvão são bem mais escassos na região do estado do Paraná do que nos outros estados do sul do Brasil. A ausência de idades absolutas para esta região da bacia aumenta ainda mais a necessidade de levantamentos de dados paleontológicos que permitam a correlação dos estratos ao longo da bacia e com bacias intra-gondwânicas. Porém, uma nova ocorrência de tonstein é registrada na Bacia do Paraná, na região do município de Figueira (PR), camada esta que se origina a partir da alteração de cinzas vulcânicas. Tonsteins são importantes marcadores crono-estratigráficos que permitem calibrar idades relativas, provenientes de dados palinológicos da sequência sedimentar, utilizando uma idade absoluta, obtida a partir de grãos de zircão provenientes da camada de tonstein, o que constitui o principal objetivo desta dissertação. No entanto, para a utilização da camada como uma ferramenta de correlação, é necessário primeiro atestar sua origem vulcânica. A caracterização da camada foi realizada a partir de dados de campo, petrografia, MEV, DRX e análise geoquímica por FRX. Constatou-se que a camada de Figueira apresenta todos os requisitos para a classificação do nível como um tonstein. Nota-se também que a camada passou por uma intensa fase diagenética de cimentação por carbonato de cálcio que sucedeu a fase diagenética da caulinita autigência. Utilizou-se o método de contagem palinológica em lâminas orgânicas para o posicionamento bioestratigráfico e obtenção de idades relativas para o intervalo sedimentar estudado. Para os siltitos, que constituem a parte supeior do intervalo, o posicionamento foi na Zona Vittatina costabilis, de idade ghzeliana-asseliana. Os carvões, base da sequência, são pobres em fósseis índices de biozonas, exceto pelo esporo Psomospora detecta, o qual atribui esses níveis a Zona Ahrensisporites cristatus, que compreende idades entre Bashkiriano a Moscoviano. Esse intervalo de idade é mais antigo do que geralmente é encontrado para as principais jazidas de carvões brasileiras. Fica claro assim que a sequência carbonífera de Figueira registra um hiato deposicional. A idade radiométrica obtida pelo método de U-Pb em zircões, via LA-ICP-MS, de 343 ± 3,6 Ma, corresponde ao Carbonífero Inferior (Viseano), o qual era considerado ausente na bacia até a presente pesquisa, e demonstra que o hiato deposicional registrado pelos palinomorfos corresponde, praticamente, a todo o Pennsylvaniano. A ocorrência de alguns grãos de pólen na assembleia microflorística exibida pelos carvões de Figueira, faz com que o conjunto palinológico tenha maior semelhança com biozonas mais jovens, datadas do Serpukhoviano em diante, do que com biozonas gondwânicas definidas para o Viseano. Devido a ausência de biozonas para o Viseano na Bacia do Paraná, foi considerado um intervalo de caráter informal para o posicionamento do nível de carvão, denominado "Pré-Ahrensisporites cristatus"

Abstract: In the Paraná Basin, palynostratigraphic studies are much more scarce in the Paraná state than in the other southern states of Brazil. The absence of absolute ages for this region of the basin increases the need for surveys of paleontological data that allow correlation of strata across the basin and with intra-Gondwana basins. Although a new occurrence of tonstein layer is recorded in the Paraná Basin in the region of Figueira (PR) town. This layer is formed from the alteration of volcanic ash and it is an important chrono-stratigraphic marker that allows the calibration of relative ages, derived from palynological data from sedimentary sequences, by using an absolute ages, originated from zircon grains of the tonstein layer, which is the main goal of this dissertation. However, to use this layer as a correlation tool, it is first necessary to attest to its volcanic origin. The layer characterization was performed using field data, petrography, SEM, XRD and geochemical analysis by XRF. It was verified that the layer from Figueira presents all the requirements for its classification as a tonstein. It was also noted that the layer underwent an intense diagenetic phase of cementation by calcium carbonate that succeeded the diagenetic phase of authigenic kaolinite. The palynological counting method on organic slides was used to do the biostratigraphic positioning and to obtain the relative age. For the siltstones, on the top of the studied sequence, was attributed the Vittatina costabilis Zone, of Ghzelian-Asselian age. Coal seams, the base of the sequence, are poor in index fossil, except for the spore grain Psomospora detecta, which attributes these levels to the Ahrensisporites cristatus Zone, which ranges between Bashkirian and Moscovian ages. This age range is older than is generally assign to the main coal deposits of Brazil. Thus, it is clear that Figueira's carboniferous sequence registers a depositional hiatus. The radiometric age obtained by the U-Pb method in zircon grains, via LA-ICP-MS, of 343 ± 3.6 Ma, corresponds to the Lower Carboniferous (Visean age), which until this dissertation was considered absent in the basin, and demonstrates that the depositional hiatus recorded by the palynomorphs corresponds, practically, to the entire Pennsylvanian. The occurrence of some pollen grains in the microfloristic assembly exhibited by the Figueira¿s coal seams makes the palynological set more resemble to biozones dated from the Serpukhovian onwards, than with the Gondwanan biozones defined to Visean strata. Due to the absence of Visean biozones in the Paraná Basin, an informal interval for the positioning of the coal level was considere and called "Pre-Ahrensisporites cristatus"
Subject: Bioestratigrafia
Cinza vulcanica, tufo, etc.
Geocronologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: JURIGAN, Isabela. Estudo do tonstein associado à jazida de carvão de Figueira (estado do Paraná, Brasil) e calibração de biozonas. 2018. 1 recurso online (95 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Jurigan_Isabela_M.pdf5.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.