Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331761
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Planejar é preciso? O olhar do gestor de unidade básica de saúde para o planejamento : análise de conteúdo temática
Title Alternative: Planning is need? The look of the manager of basic health unit for planning : tematic content analysis
Author: Moreira, Sheila Carmanhanes, 1964-
Advisor: Francesquini Júnior, Luiz, 1966-
Abstract: Resumo: Planejar é preciso? Esta pesquisa analisou o olhar dos gestores de Unidades Básicas de Saúde de um Município de Campinas, interior do Estado de São Paulo referente ao processo de planejamento. O objetivo deste estudo foi analisar, refletir e discutir a percepção dos gestores de Unidade Básicas de Saúde (UBS) sobre o valor de uso do planejamento no cotidiano da gestão. O material foi analisado a partir do referencial teórico do planejamento e das normas do Sistema Único de Saúde (SUS), em articulação com conceitos da Análise Institucional. Estudo descritivo, com utilização de pesquisa participante, quanti e qualitativo, aplicado e realizado em duas fases. Na primeira fase desta pesquisa foi realizado estudo descritivo, com 3 variáveis específicas: categoria profissional, gênero e tempo na gestão. A segunda fase desta pesquisa orientou-se pela abordagem qualitativa com o objetivo de compreender o objeto em sua subjetividade de sujeito, utilizando-se a perspectiva histórico-social, no enfoque de processos de trabalho em saúde na práxis do planejamento. O número de entrevistados se deu pela saturação teórica. Na análise dos dados foram observados os passos da pesquisa qualitativa, aplicando-se os conceitos da Análise Institucional como referencial teórico, com agrupamento e categorização por núcleos de sentido: leitura flutuante, ordenação, classificação, categorização e análise final dos dados. Após a leitura flutuante o material foi organizado em 5 categorias temáticas, a saber: formação do gestor; espaços de gestão; planejamento, questões (destruturantes) e questões emergentes. Utilizando-se outras reflexões de caráter metodológico acerca da análise dos dados na busca de construção epistemológica desta pesquisa qualitativa. Conclui-se que a rede de gestores de UBS deste Município é neófita, que o profissionais que puderam experienciar a gestão desenvolveram habilidade leves em sua caixa de ferramentas, que alguns espaços organizacionais e arranjos institucionais estão instituídos com potência para tomada de decisão, que os gestores têm grande autonomia nos processos de planejamento, entretanto têm desafios de fazê-los compartilhados com suas equipes e que a utilização de uma ferramenta para elaboração de Relatórios de Gestão está instituída e tem sido um importante norteador de processos de trabalho em saúde

Abstract: Planning is accurate? This research analyzed the view of the managers of Basic Health Units of a Municipality of Campinas, in the state of São Paulo, referring to the planning process. The objective of this study was to analyze, reflect and discuss the perception of the managers of Basic Health Unit (UBS) about the value of use of planning in the daily management. The material was analyzed based on the theoretical framework of planning and standards of the Unified Health System (SUS), in articulation with concepts of Institutional Analysis. Descriptive study, using participant, quantitative and qualitative research, applied and carried out in two phases. In the first phase of this research, a descriptive study was carried out, with 3 specific variables: professional category, gender and time in management. The second phase of this research was guided by the qualitative approach with the objective of understanding the subject in its subject subjectivity, using the historical-social perspective, in the focus of health work processes in the praxis of planning. The number of respondents was due to theoretical saturation. In the analysis of the data, the steps of the qualitative research were observed, applying the concepts of Institutional Analysis as a theoretical reference, with grouping and categorization by sense nuclei: floating reading, ordering, classification, categorization and final analysis of the data. After the floating reading the material was organized into 5 thematic categories, namely: manager training; management spaces; planning, (destructive) issues, and emerging issues. Using other methodological reflections about data analysis in the quest for epistemological construction of this qualitative research. It is concluded that the network of managers of UBS of this Municipality is neophyte, that the professionals who could experience the management developed a slight ability in its toolbox, that some organizational spaces and institutional arrangements are instituted with power for decision making, that the managers have great autonomy in the planning processes, however they have challenges to make them shared with their teams and that the use of a tool for the elaboration of Management Reports is established and has been an important guiding factor in health work processes
Subject: Planejamento em saúde
Gestor de saúde
Centros de saúde
Pesquisa qualitativa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MOREIRA, Sheila Carmanhanes. Planejar é preciso? O olhar do gestor de unidade básica de saúde para o planejamento: análise de conteúdo temática. 2018. 1 recurso online ( 204 p.). Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331761>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moreira_SheilaCarmanhanes_M.pdf2.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.