Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/330561
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Baixa luminosidade em sala de parto : vivências de enfermeiras obstétricas
Title Alternative: Low light in the delivery room : experiences of obstetric nurses
Author: Rodrigues, Lívia Shélida Pinheiro, 1983-
Advisor: Shimo, Antonieta Keiko Kakuda, 1953-
Abstract: Resumo: Introdução: O parto é um momento único na vida da mulher, um momento que envolve mudanças físicas, psicológicas, emocionais e espirituais. Para o profissional que o assiste é também um acontecimento que envolve emoções diversas. Dentre elas sua relação com o parto e nascimento, seus valores, seu relacionamento/vínculo com a parturiente, com os demais profissionais, com o acompanhante e com o ambiente em que estão inseridos. A baixa luminosidade em sala de parto surge como uma opção de atendimento no contexto da humanização em obstetrícia. Assim, consideramos importante conhecer a influência desse ambiente na assistência oferecida pelo profissional que atende ao parto. Objetivo: Compreender as vivências de enfermeiras obstétricas que atenderam ao parto em ambiente com baixa luminosidade. Método: Pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva. Realizou-se entrevista gravada, em áudio, com as enfermeiras obstétricas que atenderam ao parto sob baixa luminosidade, em que foi lançada a questão norteadora "Como foi para você a experiência de atender a um parto em ambiente com baixa luminosidade?". As entrevistas foram transcritas e analisadas por meio da técnica de análise temática de conteúdo proposta por Bardin. Resultados: Surgiram três temáticas apreendidas nas entrevistas, bem como subcategorias: 1- Benefícios atribuídos à baixa luminosidade em sala de parto, resultando nas subcategorias "Baixa luminosidade promovendo ambiente de tranquilidade e de conforto" e "Baixa luminosidade como estímulo à maior concentração da mulher e da equipe para o momento do parto"; 2- Dificuldades atribuídas à baixa luminosidade em sala de parto, resultando nas subcategorias "Dificuldades em relação ao ambiente e aos profissionais de saúde" e "Dificuldades relacionados à parturiente"; 3- Percepção dos profissionais sobre sua própria assistência, que compreende o modo como as enfermeiras obstétricas enxergaram sua forma de atender em ambiente de baixa luminosidade. Conclusões: A baixa luminosidade em sala de parto foi percebida como um método mais humanizado e como uma alternativa possível de atendimento ao parto, sendo associada à tranquilidade, conexão e atenção ao momento vivido pela mulher e seu bebê. Surgiram como dificuldades: a dinâmica de trabalho do estabelecimento de saúde, a intervenção de alguns profissionais, a falta de preparo da parturiente e a insegurança do profissional que atende ao parto. Faz-se necessária a produção de mais estudos sobre efeitos da iluminação no processo parturitivo, de métodos alternativos e respeitosos de assistência, bem como melhoria da informação e do cuidado fornecidos à gestante no atendimento de pré-natal, além de investimento em desenvolvimento de infraestrutura para esta proposta e de protocolos assistenciais nos estabelecimentos de saúde que atendem ao parto e nascimento

Abstract: Introduction: The parturition is an unique moment in the woman's life, a moment that includes physical, psychological, emotional and spiritual changes. For the professional who assists them, it¿s also an event which involves a lot of emotions. Among the professional emotions, there are his relationship with the labor and birth, his values, his relationship with the mother and other professionals, besides the woman companion and the environment in which they are inserted. The low light in the delivery room emerges as an option in the context of humanization in obstetrics. Thus, we consider important to know the influence of environment on the assistance offered by the professional attending the birth. Objectives: To understand the experiences of obstetric nurses who attended the delivery in low-light environment. Method: This is a qualitative, exploratory and descriptive research. For that, was conducted a recorded interview with obstetric nurses who attended the birth in low light, who answered the the guiding question:" How was the experience of attending a birth in low-light environment?" The interviews were transcribed and analyzed through content thematic analysis technique proposed by Bardin. Results: Three themes emerged during the analysis of the interviews: 1- Benefits attributed to low light in the delivery room, resulting in two subcategories: "Low light promoting a quiet and comfortable environment" and "Low light as a stimulus to the higher concentration of women and staff during the procedure"; 2- Difficulties attributed to low light in the delivery room, resulting in two subcategories "Considered difficulties in relation to the environment and health professionals" and "Considered difficulties related to the woman in labor"; 3- Perception of professionals about their own care, which understands how obstetrical nurses see your own care during the birth in a low light environment. Conclusions: The low light environment was perceived as a more humane method and as a possible alternative care during labor and birth, being associated with tranquility, connection and attention to the moment experienced by the woman and her baby. They emerged as difficult, the dynamics of the health facility work, the intervention of some professionals, the lack of preparation of the mother and the insecurity of some professionals attending the delivery. It is necessary to produce further studies on lighting effects in the birth process, alternative and respectful methods of care, improve care and information provided to pregnant women in prenatal care, as well as investment in improving infrastructure and care protocols of health facilities serving the delivery
Subject: Iluminação
Enfermagem obstétrica
Percepção
Pessoal de saúde
Pesquisa qualitativa
Editor: [s.n.]
Citation: RODRIGUES, Lívia Shélida Pinheiro. Baixa luminosidade em sala de parto: vivências de enfermeiras obstétricas. 2016. 1 recurso online (54 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330561>. Acesso em: 31 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_LiviaShelidaPinheiro_M.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.