Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/319164
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: Ana Lúcia Goulart de Fariapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educaçãopt_BR
dc.format.extent127 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.title"O meu cabelo é assim... igualzinho o da bruxa, todo armado" : hierarquização e racialização das crianças pequenininhas negras na educação infantilpt_BR
dc.title.alternative"My hair is like that... just like the witch's, all busch" : hierarchization and racialization of the tiny young black children in early childhood educationpt_BR
dc.contributor.authorSantiago, Flávio, 1987-pt_BR
dc.contributor.advisorFaria, Ana Lúcia Goulart de, 1951-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educaçãopt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.subjectCultura infantilpt_BR
dc.subjectCrianças pequenininhas negraspt_BR
dc.subjectRacismopt_BR
dc.subjectEducação infantilpt_BR
dc.subjectCrechespt_BR
dc.subject.otherlanguagePeer culturesen
dc.subject.otherlanguageBlack tiny little childrenen
dc.subject.otherlanguageRacismen
dc.subject.otherlanguageEarly childhood educationen
dc.subject.otherlanguageDay care centersen
dc.description.abstractResumo: As escolhas conceituais, linguísticas e políticas presentes nas páginas desta dissertação são frutos dos diferentes encontros ocorridos durante uma pesquisa etnográfica realizada no período de agosto a dezembro de 2012, em um Centro de Educação Infantil de uma cidade da região metropolitana de Campinas-SP. Trata-se de uma pesquisa envolvendo crianças pequenininhas de três anos e suas/seus docentes. O objetivo é apresentar a violência da hierarquização social capitalista fundamentada no processo de racialização sobre a construção das culturas infantis. A partir dos pressupostos teóricos da Sociologia da Infância e dos estudos das Ciências Sociais, relacionados às Relações Raciais no Brasil, procurei compreender a influência macro desse processo nas construções dos estereótipos referentes às crianças pequenininhas negras. Além disso, analiso como esse processo de racialização contribui para o afastamento da cultura e história negra das pedagogias presentes na educação infantil e na exclusão de meninas pequenininhas negras e meninos pequenininhos negros do campo social permissível às experiências relativas à aceitação do seu corpo, de sua ancestralidade. Os resultados apontam para a presença de uma pedagogia da "branquitude", que se embasa num modelo educacional com propósitos de reprodução de preconceitos referentes às crianças pequenininhas negras para a manutenção dos privilégios das crianças pequeninhas brancas. Indicam, também, como as crianças pequeninhas negras percebem o racismo presente nas posturas pedagógicas adotadas pelo Centro de Educação Infantil e deixam explícito, por meio de diferentes linguagens, a não aceitação dos enquadramentos que as fixam em posições subalternas na sociedadept
dc.description.abstractAbstract: The conceptual, linguistic and political choices presented on the pages of this dissertation are the outcome of different meetings occurred during an ethnographic research at an Early Childhood Center in Vinhedo ¿ SP, conducted in the period that goes from August to December 2012. This research involves three-year-old tiny young children and their teachers. It aims to bring up the violence of capitalist social hierarchization based on the process of racialization on the construction of peer cultures. From the theoretical assumptions of Childhood Sociology, and studies of Social Sciences related to Racial Relationships in Brazil, I sought to understand the macro influence of this process on the construction of stereotypes related to tiny young black children. In addition to that, I analyze how this process of racialization contributes to the withdrawal of both culture and black history from the pedagogies present in childhood education, and to the exclusion of black girls and black boys from a social field that is permissible to experiences related to the acceptance of their own body; of their ancestry. The results point out to the presence of a pedagogy of "whiteness" that relies on an educational model with purposes of reproduction of prejudices against tiny young black children in order to achieve the maintenance of the privileges of white tiny young children. The results also indicate how these tiny young black children perceive racism installed on the pedagogical postures adopted by childhood educational centers, and make it explicit, through different languages, the non-acceptance of the fitting framework that pins them down in a subordinate position in societyen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.citationSANTIAGO, Flávio. "O meu cabelo é assim... igualzinho o da bruxa, todo armado": hierarquização e racialização das crianças pequenininhas negras na educação infantil. 2014. 127 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/319164>. Acesso em: 25 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineCiencias Sociais na Educaçãopt_BR
dc.description.degreenameMestre em Educaçãopt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameFinco, Danielapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameDias, Lucimar Rosapt_BR
dc.date.available2018-08-25T20:23:31Z-
dc.date.accessioned2018-08-25T20:23:31Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-25T20:23:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Santiago_Flavio_M.pdf: 1668411 bytes, checksum: cecc3551c2da3b101b257ea7f355ebc8 (MD5) Previous issue date: 2014en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/319164-
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santiago_Flavio_M.pdf1.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.