Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313042
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: A gestão autônoma da medicação : da prescrição à escuta
Title Alternative: Gaining autonomy and medication : from prescription to listening
Author: Santos, Deivisson Vianna Dantas dos, 1978-
Advisor: Campos, Rosana Teresa Onocko
Abstract: Resumo: No contexto atual, onde o saber científico se sobrepõe ao saber experiencial, a inclusão das posições dos usuários de serviços de saúde no direcionamento dos seus tratamentos ainda está distante da realidade. Esta tese reporta aspectos de uma pesquisa qualitativa que teve a oportunidade de intervir em práticas de cuidado em 10 serviços de saúde de dois municípios do Estado de São Paulo (Campinas e Amparo). Seguindo o princípio da Reforma Psiquiátrica brasileira da defesa dos direitos do usuário em participar das decisões sobre seu tratamento, utilizou-se a estratégia da gestão autônoma da medicação, de 2011 a 2012. Tal estratégia tem como proposta "empoderar" os usuários quanto ao uso de medicamentos em seus projetos terapêuticos. A partir de entrevistas semi-estruturadas com os moderadores destes grupos, antes e depois da intervenção, construiu-se narrativas sob os preceitos da hermenêutica gadameriana. Os trabalhadores que experimentaram a estratégia assumiram um papel mais crítico quanto suas próprias práticas clínicas. Identificaram na metodologia horizontal, grupal e direcionada para uma escuta não filtrada pelas categóricas científicas do campo da saúde uma ferramenta para a valorização da voz dos usuários. Relataram que a individualidade de cada sujeito foi fonte de um saber capaz de promover uma clínica mais flexível e propícia para uma construção conjunta de ações de saúde. Perceberam também que os usuários puderam repensar o papel dos medicamentos em suas vidas e, apesar das resistências institucionais, autorizaram-se a negociar seus tratamentos com seus prescritores

Abstract: In a context where scientific knowledge overlaps the experiential knowledge, the practice of sharing decisions with patients is still far from reality, despite the consensus that physicians must base their recommendations on the patient¿s values rather than on their own. This study reports aspects of a qualitative research that had the opportunity to intervene in care practices in 10 health facilities at two Brazilian cities (Campinas and Amparo). Following the principle of Brazilian Psychiatric Reform, defending users' rights to participate in decisions about their treatment, we worked with the gaining autonomy and medication (GAM) guide in order to seek the empowerment of the users regarding the use of psychotropic medication in their therapeutic projects. Semi-structured interviews were conducted with the GAM Group¿s moderators before and after the intervention, the material collected was transformed in narratives according Gadamer¿s hermeneutic principles. From the analysis, among other things, the workers attested the difficulty of avoiding the exercise of power over users via administration of psychotropic drugs. Besides, the health workers began to take a more critical approach to their own clinical practices. They also reported to practice a more flexible clinic, making shared decisions with their patients regarding their treatments
Subject: Tomada de decisão
Serviços de saúde mental
Autonomia pessoal
Psicotropicos
Editor: [s.n.]
Citation: SANTOS, Deivisson Vianna Dantas dos. A gestão autônoma da medicação: da prescrição à escuta. 2014. 228 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/313042>. Acesso em: 26 ago. 2018.
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_DeivissonViannaDantasdos_D.pdf4.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.