Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312997
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: Priscila Gava Mazzolapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.format.extent91 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleAtuação do farmacêutico em Unidade de Terapia Intensiva : impacto da farmácia clínica no acompanhamento da terapia medicamentosapt_BR
dc.title.alternativePharmacist action in the intensive care unit : impact of clinical pharmacy in monitoring drug therapypt_BR
dc.contributor.authorCosta, Larissa Saito da, 1989-pt_BR
dc.contributor.advisorMazzola, Priscila Gava, 1979-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Ciências Médicaspt_BR
dc.subjectServiço de farmácia hospitalarpt_BR
dc.subjectSaúde da mulherpt_BR
dc.subjectTerapia intensivapt_BR
dc.subject.otherlanguagePharmacy service, Hospitalen
dc.subject.otherlanguageWomen's healthen
dc.subject.otherlanguageIntensive careen
dc.description.abstractResumo: Durante tratamentos oncológicos, ginecológicos e obstétricos, a mulher pode desenvolver complicações que requerem a sua admissão em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Neste contexto, a atuação do farmacêutico clínico nas reuniões à beira leito da equipe intensivista e a realização de intervenções farmacêuticas contribui para a otimização da terapia medicamentosa, a redução de erros de prescrição e consequentemente, para a segurança da paciente. Este estudo objetivou avaliar o impacto que a incorporação da Farmácia Clínica à equipe multidisciplinar de uma UTI especializada em saúde da mulher pode gerar na terapia medicamentosa de sujeitos internados neste local. Foram realizadas intervenções farmacêuticas por meio da análise de prescrições e da discussão de casos clínicos durante as visitas à beira leito junto à equipe multidisciplinar. Estas intervenções, bem como os erros de prescrição identificados, foram documentados, quantificados e classificados. Foram acompanhados 222 sujeitos ao longo do estudo, com uma média de 5,89 ± 6,44 prescrições por sujeito. Foram identificados 101 erros de prescrição, dos quais 87 foram prevenidos. Os mais prevalentes foram dosagem maior que a correta (22[21,78%]), medicamento não seguro por presença de interação medicamentosa (IM) (20[19,80%]) e medicamento não seguro na lactação (15[14,85%]). Foram realizadas 127 intervenções, das quais 113 foram aceitas, 5 parcialmente aceitas e 9 não aceitas. As mais prevalentes foram ajuste de dose (30[23,62%]), interações medicamentosas (20[15,74%]) e informações sobre medicamentos (17[13,39%]). Pode-se concluir que a implementação da Farmácia Clínica contribuiu para a redução de riscos provenientes da terapia medicamentosa na área de terapia intensiva na saúde da mulherpt
dc.description.abstractAbstract: During gynecological, oncological and obstetrical treatments, a woman may develop complications requiring her admission to an Intensive Care Unit (ICU). In this context, the role of the clinical pharmacist in multidisciplinary meetings at bedside visits contributes to patient safety by performing pharmacy interventions. This study aimed to evaluate the impact that the incorporation of Clinical Pharmacy in the multidisciplinary team of a specialized ICU in women¿s health can generate in drug therapy of hospitalized subjects in that place. Pharmacy interventions were performed through the analysis of patient¿s prescriptions and clinical case discussions during bedside visits. These interventions and prescription errors found in prescriptions were documented, quantified and classified. We followed 222 subjetcs throughout the study, with an average of 5,89 ± 6,44 prescriptions.The most prevalent were dosage higher than the correct (22 [21.78%]), unsafe medicine for the presence of drug interaction (IM) (20 [19.80%]) and unsafe medication during lactation (15 [14 dosage 85%]). A total of 127 interventions were performed, of which 113 were accepted, 5 partially accepted and 9 not accepted. The most prevalent were dose adjustment (30 [23.62%]), drug interactions (20 [15.74%]) and drug information (17 [13.39%]). We can conclude that Clinical Pharmacy implementation contributed to reduce risks from drug therapy in intensive care in women¿s health areaen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.citationCOSTA, Larissa Saito da. Atuação do farmacêutico em Unidade de Terapia Intensiva: impacto da farmácia clínica no acompanhamento da terapia medicamentosa. 2014. 91 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/312997>. Acesso em: 24 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreedisciplineCiencias Biomedicaspt_BR
dc.description.degreenameMestra em Ciências Médicaspt_BR
dc.contributor.committeepersonalnamePilger, Diogopt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameBlotta, Maria Heloisa de Souza Limapt_BR
dc.date.available2018-08-24T11:39:26Z-
dc.date.accessioned2018-08-24T11:39:26Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-24T11:39:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Costa_LarissaSaitoda_M.pdf: 1703771 bytes, checksum: cad484500b66f36f1f44735876ed798f (MD5) Previous issue date: 2014en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312997-
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_LarissaSaitoda_M.pdf1.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.