Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312801
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Estudo de utilização de medicamentos anti-hipertensivos por usuários de Estratégias Saúde da Família da região Centro-Oeste de Poços de Caldas-MG
Title Alternative: A study of anti-hypertensive drugs usability by users of family health strategies in Poços de Caldas-MG
Author: Silva, Gabriella Guimarães, 1982-
Advisor: Marin-León, Letícia
Léon, Leticia de las Mercedes Marín
Abstract: Resumo: A Hipertensão Arterial é a doença crônica mais prevalente no Brasil. Em decorrência disso, o acesso e a utilização de medicamentos assumem grande importância no tratamento a fim de prevenir as complicações, melhorar a qualidade de vida dos pacientes e também diminuir a carga da doença. O objetivo do presente estudo é analisar o perfil de utilização dos medicamentos para controle da hipertensão arterial, os efeitos adversos referidos e as potenciais interações medicamentosas. Foi desenvolvido um estudo transversal no município de Poços de Caldas com hipertensos cadastrados em uma microárea de cada uma das sete Estratégias Saúde da Família (ESF) selecionadas. Realizaram-se entrevistas domiciliares sobre as características demográficas, socioeconômicas, de saúde e uso de medicamentos. Os medicamentos foram classificados pelo sistema Anatomical Therapeutic Chemical (ATC). Foi construído um banco de dados analisado em SPSS versão 21.0 e feita análise estatística descritiva com utilização de frequência absoluta e relativa. Caracterizaram-se o perfil demográfico, socioeconômico e de saúde segundo uso de um ou dois e mais medicamentos, e esses grupos comparados mediante teste de Qui quadrado de Pearson, com nível de significância de 5%, sendo definido valor de p<0,05. Ainda os usuários de dois ou mais medicamentos foram estratificados segundo presença ou não de potenciais interações medicamentosas moderadas ou graves para descrever seu perfil. Foi possível avaliar os esquemas terapêuticos e para identificar as interações medicamentosas utilizou-se a base de dados denominada "drugs.com." A amostra de 230 adultos de idade entre 31 a 93 anos foi composta por 69,1% mulheres e 33,0% do total eram da faixa etária de 60 a 69 anos. Quanto às características socioeconômicas, 46,7% dos entrevistados possuem de 4 a 7 anos de estudo, 62,3% pertencem à classe C, 70,0% não possuem plano de saúde e 86,5% utilizam ESF. O estado de saúde foi referido como bom ou muito bom por 70,2%, sendo que 34,8% relataram que utilizam dois medicamentos. Entre os indivíduos com 70 anos ou mais, 34,3% utilizam dois ou mais medicamentos para doenças cardiovasculares. O medicamento mais utilizado é a hidroclorotiazida (44,8%) seguido pela losartana (36,1%). Houve 178 usuários de dois ou mais medicamentos, entre estes, 50,3% os utilizam há 11 anos ou mais e 44,1 % já precisaram ficar internados devido a alguma complicação da hipertensão e, ainda, 15,6% referiram ter diminuído o consumo de carnes vermelhas por motivo de saúde. Houve 15,6% da amostra que referiu apresentar algum efeito adverso, sendo o mais referido a presença de câimbras (5,2%). Entre os usuários de dois ou mais medicamentos, 64,6 apresentaram potenciais interações medicamentosas moderadas ou graves, sendo constatadas em 39,1% entre menores de 50 anos e 67,2% entre os com 70 anos ou mais. A prevalência de interação aumenta à medida que aumenta o número de medicamentos administrados. Verifica-se que 36,3% dos participantes que utilizam dois medicamentos apresentaram algum tipo de interação, já todos os que utilizam cinco medicamentos ou mais apresentam interação medicamentosa potencial. Captopril mais hidroclorotiazida foi a associação medicamentosa com potencial interação mais prevalente, e o fármaco mais envolvido em potenciais interações medicamentosas foi o ácido acetilsalicílico. A importância do estudo é conhecer os esquemas terapêuticos prescritos para hipertensão na atenção primária, o perfil dos pacientes e as potenciais interações medicamentosas. O estudo destaca assim, a realidade da HAS na atenção primária, fornecendo subsídios para planejar ações estratégicas e promover o uso racional de medicamentos

Abstract: High Blood Pressure is the most prevalent chronic disease in Brazil. As a result, access to proper medication is of great importance throughout treatment in order to prevent complications, to improve the quality of life for patients and also to reduce the burden of the disease. The objective of the present study is to analyze the profile of medications used to control high blood pressure, the reported adverse effects and potential medication interactions. A cross-sectional study was developed involving participants with high blood pressure who are registered in a micro area in each of the seven Family Health Strategies (FHS) in the town of Poços de Caldas. Home interviews were performed regarding the demographic, socioeconomic, and health characteristics as well as medications taken. The medications used by study participants were classified by the Anatomical Therapeutic Chemical system (ATC). A database was built and analyzed in SPSS version 21.0 and descriptive statistical analysis was performed by using absolute and relative frequency. The demographic, socioeconomic and health profiles were categorized according to use of one or two and more medications, and these groups were compared using the chi-squared test, having the p value defined as p<0,05. The participants taking two or more medications were stratified according to the presence or absence of moderate or severe potential medication interactions to describe their profile. It was possible to evaluate the therapeutic scheme and to identify the medication interactions by using the website "drugs.com". The sample of 230 adults ranging from 31 to 93 years old was composed by 69,1% of women, and 33,0% of the total was composed of participants in the age group 60 to 69 years old. Regarding the socioeconomic characteristics, 46,7% of the participants interviewed have studied for 4 to 7 years, 62,3%, belong to the Brazilian C class, 70,0% do not have health insurance, and 86,5% use FHS. Their health condition was classified as good or very good by 70,2%, since 34,8% reported that they take two medications. Among the individuals who are 70 years old or older, 34,3% take two or more medications for cardiovascular diseases. The most frequently taken medication is Hydrochlorothiazide (44,8%) followed by Losartan (36,1%). There were 178 participants who take two or more medications, and between these, 50,3% have used them for 11 years or longer, 44,1% have already been hospitalized due to high blood pressure complications, and 15,6% reported that they have reduced red meat consumption because of health reasons. Further, 15,6% of the sample participants reported that they have experienced some type of adverse effect, and the one that was mentioned the most was the presence of cramps (5,2%). Among the participants taking two or more medications, 64,6% presented moderate or severe potential medication interactions, which were identified in 39,1% participants younger than 50 years old, and in 67,2% among those 70 years old or older. Interaction prevalence increases with the increase in number of medications used, 36,3% of those using two medications presented potential interaction and all among those taking five medications or more. Captopril combined with Hydrochlorothiazide was the medication combination associated with the most prevalent potential interactions, and the most involved drug in potential medication interactions was the acetylsalicylic acid. The importance of the study is to be familiar with the prescribed therapeutic schemes for high blood pressure in primary care, the profile of the patients and the potential medication interactions. Consequently, the study points out the reality of HBP in primary care enabling planning strategic action and promoting the rational use of the medications
Subject: Sistema Único de Saúde (Brasil)
Hipertensão
Interações de medicamentos
Farmacoepidemiologia
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Gabriella Guimarães. Estudo de utilização de medicamentos anti-hipertensivos por usuários de Estratégias Saúde da Família da região Centro-Oeste de Poços de Caldas-MG. 2016. 1 recurso online ( 122 p.). Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/312801>. Acesso em: 30 ago. 2018.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_GabriellaGuimaraes_M.pdf3.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.