Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312307
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Aplicação da escala de qualidade de vida SF-36 em pacientes operados de tumores da base do crânio
Title Alternative: Application of SF-36 scale in patients operated on skull base tumors
Author: Servelhere, Katiane Raisa, 1981-
Advisor: Fernandes, Yvens Barbosa
Abstract: Resumo: A base do crânio é uma região que pode ser afetada por vários tipos localizados de neoplasias. Os tumores nesta região podem ser benignos ou malignos e se localizar nas fossas anterior, média ou posterior do crânio. Embora sejam relativamente raros, são lesões potencialmente graves, em virtude das características anatômicas complexas da região e do risco inerente de um procedimento cirúrgico. A qualidade de vida nesses pacientes pode ser prejudicada não só pelo comprometimento neurológico, mas também por problemas psicossociais, como diminuição da autoconfiança e auto-estima, modificação nas atividades cotidianas, dependência, estigma e discriminação, dificuldade de interação social e desemprego. A escala SF-36 é um dos instrumentos mais utilizados para mensurar a qualidade de vida e foi aplicada em 38 indivíduos submetidos a tratamento cirúrgico de lesões expansivas benignas da base do crânio, entre seis meses e um ano após o procedimento operatório. Deste modo, o objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida em pacientes operados de tumor da base do crânio através da escala de qualidade de vida SF-36. Os 38 pacientes foram operados no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. Os resultados revelaram que a idade média dos pacientes era de 49,7 anos, variando de 20 a 74 anos, prevalecendo o sexo feminino com 65,8% da amostra (25 mulheres). Para a amostra total, todos os domínios apresentaram pontuação acima de 50. Em seis dos oito domínios, bem como componentes físico e mental, as mulheres pontuaram melhor do que os homens, porém o único domínio que tendeu a significância foi LAF. Quando comparada idade, observamos que no grupo total pacientes com idade superior a 50 anos pontuaram melhor. Quando comparado sexo com idade, as mulheres até 50 anos tiveram melhor pontuação; em contrapartida, homens com idade superior a 50 anos pontuaram melhor do que as mulheres. Embora haja diferenças, estas não foram estatisticamente significantes. Desta forma, concluímos que não foi possível comprovar melhora significativa social, física, psicológica e funcional quando os grupos foram comparados.

Abstract: The skull base is a region that may be affected by different types of localized tumors. Tumors in this region can be benign or malignant and are located in the anterior fossa, middle or posterior fossa. Although relatively rare, they are potentially harmful, because of the complex anatomic features of these regions and the inherent risk of a surgical procedure. The quality of life of patients can be hampered not only by neurological impairment, but also by psychosocial problems such as decreased self-confidence and self-esteem, change in daily activities, dependency, stigma and discrimination, difficulty in social interaction and unemployment. The SF-36 scale is one of the most widely used scale to measure quality of life and it was applied in 38 individuals who underwent surgery to treat benign skull base tumors, between six months and one year after the surgical procedure. The purpose of this study was to evaluate the quality of life in patients undergoing tumor of the skull base resection by applying SF-36. The 38 patients were operated on the Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. The results revealed that the average age of patients was 49.7 years, ranging from 20 to 74 year-old. Female prevalence was 65.8% of the sample (25 women). All patients showed a total score above 50. In six of the eight domains as well as physical and mental components, women scored better than men, but the only area that tended to significance was LAF. When compared to age, we observed that overall patients aged over 50 years scored better. When compared with age and sex, women until 50 years had a better score. On the other hand, men aged over 50 years scored better than women. Although there are slight differences, these were not statistically significant. We concluded that no significant improvement occurred in social, physical, psychological and functional outcome when age and sex were compared.
Subject: Questionário SF-36
Qualidade de vida
Tumores
Base do cranio
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SERVELHERE, Katiane Raisa. Aplicação da escala de qualidade de vida SF-36 em pacientes operados de tumores da base do crânio. 2010. 65 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/312307>. Acesso em: 16 ago. 2018.
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Servelhere_KatianeRaisa_M.pdf823.88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.