Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311956
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientador: Sara T. O. Saadpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.format.extent59f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleNiveis de glutationa reduzida e atividade da catalase, superoxido dismutase e glicose-6-fosfato desidrogenase em individuos expostos ao vapor de mercuriopt_BR
dc.contributor.authorPenna, Socrates Calvosopt_BR
dc.contributor.advisorSaad, Sara Teresinha Olalla, 1956-pt_BR
dc.contributor.advisorSaad, Sara T. O.pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Farmacologiapt_BR
dc.subjectEritrócitospt_BR
dc.subjectToxicologia industrialpt_BR
dc.subjectEnzimaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O Mercúrio (Hg) é empregado em diversas atividades humanas. A exposição primária ao metal ocorre através da alimentação contaminada e da liberação de mercúrio pelo amálgama dentário. A exposição ocupacional ao vapor de mercúrio, substância inodora e incolor, é hoje a via mais freqüente de intoxicação. O Hg associa-se fortemente aos grupamentos sulfidrilas (SH) presentes nas proteínas da membrana plasmática, enzimas, substâncias de baixo peso molecular, como a cisteína e glutationa, também pode formar ligações covalentes com o enxofre. Quando se liga aos eritrócitos, atua como um agente oxidante. O presente estudo teve o objetivo de avaliar o sistema antioxidativo eritrocitário através da medida da atividade da Superóxido Dismutase, Catalase e Glicose-6-Fosfato-Desidrogenase e da concentração da Glutationa Reduzida nos seguintes grupos de trabalhadores: Grupo 1 (Expostos) - 16 trabalhadores, sendo 14 do sexo masculino e 2 do feminino, expostos ao vapor de Hg por um período variá~el de 0.5 a 8 anos (3.37 :I: 2.40) na faixa etária de 18 a 48 anos (32:1: 8.86), e que apresentaram concentração urinária de Hg de 1.6 a 35 (10.73:1: 9.88) 1l9/g creatinima. Grupo 2 (Afastados) - 7 trabalhadores do sexo masculino(M) trabalhadores com idade variando de 42 a 61 (46.42:1: 8.61) anos afastados da exposição ocupacional há pelo menos 6 meses e que ficaram expostos ao metal por um período de 4 a 10 anos, apresentaram uma concentração urinária do metal 5.0 -19.1 1l9/g creatinima. Grupo 3 (controle Normais) - constituídos de 8 técnicos e alunos (6 do sexo masculino e 2 do sexo feminino) do Departamento de Hematologia e Farmacologia da FCM-UNICAMP, com idade variando de 22 a 45 anos, possuidores de próteses dentárias conténdo Hg , não expostos ocupacionalmente ao metal. Nestes indivíduos não foi avaliada a concentração urinária do Hg. Em todos os grupos foi realizado hemograma completo e no G1 também levamos a efeito a análise da presença de corpos de Heinz. Nossos resultados demonstram que a atividade da SOD do G1 e G2 apresentou-se igual à do grupo G3. Por outro lado, a atividade da Catalase do G1 está aumentada sigmificativamente quando comparada ao G2 e teve uma forte tendência de aumento quando comparada ao G3. Já os níveis de GSH estiveram reduzidos significativamente no grup? G1, mas normal no G2, quando comparados ao G3. Assim os resultados apresentados neste trabalho indicam que níveis urinários de mercúrio dentro do Limite de Tolerância Biológica podem comprometer o sistema antioxidante eritrocitáriopt
dc.description.abstractAbstract: Mercury (Hg) is used in different human activities. The primary exposition to this metal has its origin from the ingestion of contaminated food and odontologic amalgam. The occupational exposure is the most frequent via in cantamination. Mercury tightly binds to sulfidric groups (SH) presenting cell membrane proteins, enzymes, and low molecular weight substances such as cistein and gluthation. It can form cavalent bonds with sulphur and acts as an oxidant agent when it binds to erythrocytes. The purpose of this study is to investigate the erythrocyte antioxidative system by measurement of Catalase, Superoxide Dismutase (SOD) , Gluthation (GSH) and Glicose-6-Phosphate Dehydrogenase activities in the following groups: Group 1 (EXPOSED)- 16 workers, 14 men and 2 women, exposed to mercury vapors over a period of 0.5 - 8 (3.37 :t 2.40) years. These individuais had 18-48 (32 :t 8.86) years and presented urinary concentrations of mercury lower than the Limit of Biological Tolerance (LBT) 35 - 1.6 (10.73 :t 9.88) ~g/g creatinin. Group 2 (No-EXPOSED)- 7 (M) workers with 42 - 61 ( 46.42 :t 8.61) years without occupational exposed ave r a period of 6 months. They were previously exposed to Hg for 4 to 10 years and presented urinary concentration of mercury of 5.0-19.1 ~g/g creatinin.' Group.3 (Normal controls)- composed by technicians and students, 6 men and 2 women, from the Department of Hematology and Pharmacalogy of the State University of Campinas, with 22 - 45 years. They had dental prothesis containing Hg and were not occupationally exposed to this metal. There were no urinary concentrations of mercury in these individuais. Hematologic analysis was carried out in ali the previous groups besides the detection of Heinz bodies. Our results demonstrate that the activity of SOD in exposed and non-exposed individuais presented the same values of the contrai group. Conversely the Catalase activity demonstrated an increasement in group 1 when compared with group 3 and a significantly augmented when compared to group 2. The levels of GSH were significantly reduced in group 1 and normal in group 2. We conclude that the urinary levels of mercury inside the Limit of Biological Tolerance can affect the erytrocyte antioxidant systemen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued1995pt_BR
dc.identifier.citationPENNA, Socrates Calvoso. Niveis de glutationa reduzida e atividade da catalase, superoxido dismutase e glicose-6-fosfato desidrogenase em individuos expostos ao vapor de mercurio. 1995. 59f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/311956>. Acesso em: 20 jul. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreenameMestre em Farmacologiapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameBarraviera, Beneditopt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameQueiroz, Mary Luci de Souzapt_BR
dc.date.defense1995-12-11T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-07-20T23:31:52Z-
dc.date.accessioned2018-07-20T23:31:52Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-07-20T23:31:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Penna_SocratesCalvoso_M.pdf: 1533281 bytes, checksum: cdfffc6e3a39d75a7ea87e1312700fae (MD5) Previous issue date: 1995en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311956-
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Penna_SocratesCalvoso_M.pdf1.5 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.