Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311504
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Propriedades adesivas e quimiotáticas dos neutrófilos de pacientes com artrite reumatoide e a influência de diferentes medicações
Title Alternative: Chemotactic and adhesive properties of neutrophils from rheumatoid arthritis patients and influence of different treatments
Author: Dominical, Venina Marcela
Advisor: Zorzetto, Nicola Amanda Conran, 1972-
Abstract: Resumo: A artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória crônica, autoimune e sistêmica, caracterizada por ser uma poliartrite simétrica, acometendo preferencialmente os punhos, mãos e pés. O processo patológico que explique a AR ainda permanece desconhecido. A indução da resposta imune, característica da doença, resulta de uma inflamação nas articulações através da infiltração de células inflamatórias que são recrutadas para o tecido sinovial, onde elas aderem às células endoteliais e transmigram através da subcamada sinovial, formando complexos que produzirão citocinas inflamatórias, contribuindo para a hiperplasia da camada sinovial e estimulando a produção de mais citocinas e enzimas capazes de degradar a matriz óssea, provocando a destruição das articulações afetadas. No líquido sinovial, os neutrófilos são o principal tipo celular, atraídos para as articulações inflamadas por quimioatraentes como LTB4, C5a, IL-8 e TGF-?, e expostos a uma variedade de citocinas locais pró-inflamatórias como IL-1?, TNF-?, GM-CSF, IL-6 e IL-18. Estudos demonstraram que os neutrófilos têm papel indutor na geração de inflamação e esforços visando compreender os mecanismos exercidos pelos neutrófilos nesta doença podem ser um ponto chave para intervenções farmacológicas, promovendo a melhora dos sintomas e gravidade da doença. Diante disso, este estudo objetivou avaliar as propriedades adesivas e quimiotáticas de neutrófilos de pacientes com AR (com atividade e em remissão da doença) e verificar a influência das diferentes medicações utilizadas atualmente no tratamento da AR quanto a estas propriedades. Cento e vinte e três pacientes com artrite reumatoide em estado ativo ou de remissão da doença foram inclusos no estudo e divididos em três grupos: pacientes não tratados com drogas direcionadas para a AR (AR nt), pacientes tratados com drogas modificadoras da doença (AR dm) e pacientes tratados com agentes biológicos (AR ab); os indivíduos sem a doença foram nossos controles (Con). Os neutrófilos foram separados do sangue periférico e realizados ensaios de adesão estática e de quimiotaxia celular, ambos in vitro. Foi verificada a expressão gênica e de superfície de algumas proteínas envolvidas no processo adesivo. Além disso, foram quantificadas no soro e líquido sinovial destes pacientes, quimiocinas envolvidas no recrutamento de neutrófilos e a L-selectina - molécula de adesão expressa em leucócitos. Os neutrófilos da circulação periférica de pacientes com AR em atividade da doença não apresentaram alterações quanto às propriedades adesivas em relação a indivíduos saudáveis. Ainda, neutrófilos de pacientes em terapia com agentes biológicos apresentaram aumento das propriedades migratórias comparados a pacientes AR sem tratamento. Interessantemente, os neutrófilos de pacientes com AR em remissão da doença apresentaram redução da capacidade adesiva e migratória dos neutrófilos quando na ausência de estímulo por IL-8. Apesar disso, não observamos diferenças quanto à adesão e à migração destes neutrófilos quando estimulados por esta citocina. O líquido sinovial de pacientes com AR em atividade da doença possui alto potencial quimiotático frente a neutrófilos e foram encontrados níveis elevados de IL-8 e ENA-78 tanto neste fluído, como também no sangue periférico. Há aumento da expressão gênica de L-selectina em neutrófilos de pacientes com AR em atividade da doença, mas curiosamente, não encontramos diferenças quanto à expressão desta molécula na superfície dos neutrófilos ou a sua presença no soro. Em destaque, observamos redução significativa de expressão na superfície neutrofílica de L-selectina e LFA-1 em pacientes em remissão da doença. Esses resultados sugerem que a remissão do quadro inflamatório da AR parece estar associada a alterações significantes nas principais quimiocinas atraentes de neutrófilos na circulação destes indivíduos e que são acompanhadas por modificações funcionais dos neutrófilos. Especulamos se estas características podem participar na melhora do quadro clínico em pacientes com artrite reumatoide

Abstract: Rheumatoid arthritis (RA) is a chronic inflammatory disease that is autoimmune and systemic, and characterized by a symmetric polyarthritis, affecting mainly the wrists, hands and feet. The pathological process that explains RA remains unknown. The induction of an immune response, characteristic of the disease, results from an inflammation of the joints through the infiltration of inflammatory cells that are recruited to the synovial tissue, where they adhere to endothelial cells and transmigrate through the synovial sublayer, forming complexes that produce inflammatory cytokines. These complexes induce hyperplasia of the synovial layer and stimulate the further production of cytokines and enzymes, leading to the degradation of the bone matrix, and resulting in the destruction of affected joints. In the synovial fluid, neutrophils are the main cell type and are attracted to the inflamed joints by chemoattractants, such as LTB4, C5a, IL-8 and TGF-?, and exposed to a variety of local pro-inflammatory cytokines such as IL-1?, TNF -?, GM-CSF, IL-6 and IL-18. Studies have shown that neutrophils play a role in inducing the generation of inflammation, and efforts to understand the mechanisms deployed by neutrophils in this disease may be a key point for the development of pharmacological interventions to ameliorate symptoms and disease severity. Thus, this study evaluated the chemotactic and adhesive properties of neutrophils in patients with RA and the influence of different drugs, currently used in the treatment of this pathology, on these properties. One hundred and twenty-three patients with active RA or in disease remission were enrolled and divided into three groups; patients not treated with drugs specifically for RA (AR nt), patients treated with disease-modifying antirheumatic drugs (AR dm) and patients treated with biological agents (AR ab); healthy individuals were used as controls (Con). Neutrophils were separated from peripheral blood and static adhesion assays and cell chemotaxis assays were performed in vitro. We verified the gene and surface expression of some proteins involved in the adhesive process. Moreover, chemokines involved in the recruitment of neutrophils and L-selectin, a cellular adhesion molecule expressed in leukocytes, were quantified in the serum and synovial fluid of these patients. Neutrophils from the peripheral blood of RA patients with active disease demonstrated no difference in adhesive properties, compared to healthy subjects. Furthermore, patients on therapy with biological agents had increased migratory properties, compared to patients without specific RA treatment. Interestingly, neutrophils from RA patients in remission of disease presented reduced adhesive and migratory capacity in the absence of stimulus. Nevertheless, no differences were observed in these properties with IL-8 stimulus. The synovial fluid of RA patients with active disease has a high chemotactic potential for neutrophils and presented significantly higher levels of IL-8 and ENA-78 in this fluid, as well as in the peripheral blood. An increased gene expression of L-selectin in RA patients with active disease was observed, but interestingly, we found no differences in surface expression or presence in the serum of this molecule. Of note, a significant decrease in the surface expression of neutrophil L-selectin and LFA-1 was observed in patients in remission of disease. Results suggest that the remission of the RA inflammatory state appears to be associated with significant alterations in major neutrophil-attracting chemokines in the circulation of individuals, contributing possibly, to neutrophils function alteration in these individuals and the consequent amelioration of the disease
Subject: Moléculas de adesão
Quimiocinas
Neutrófilos
Migração
Artrite reumatóide
Infliximab
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DOMINICAL, Venina Marcela. Propriedades adesivas e quimiotáticas dos neutrófilos de pacientes com artrite reumatoide e a influência de diferentes medicações. 2010. 144 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/311504>. Acesso em: 16 ago. 2018.
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dominical_VeninaMarcela_M.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.