Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311018
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Deslizamento de fluidos da cavidade orofaringea para traqueia influenciado pela fisioterapia respiratoria em pacientes sob ventilação mecanica
Author: Yokota, Carla de Oliveira
Advisor: Freitas, Maria Isabel Pedreira de, 1948-
Ceribelli, Maria Isabel Pedreira de Freitas, 1948-
Abstract: Resumo: A fisioterapia respiratória pode melhorar a função respiratória, promovendo a oxigenação e a ventilação pulmonar em pacientes acamados, sedados e dependentes de ventilação mecânica. As secreções retidas na face superior do balonete podem estar contaminadas por microorganismos patogênicos e se o material orofaríngeo colonizado chegar aos pulmões, torna-se potencial causador de pneumonia aspirativa. Este trabalho teve como finalidade verificar se as manobras de fisioterapia respiratória podiam influenciar no deslizamento de secreções entre a superfície externa do balonete insuflado do tubo traqueal e a parede da traquéia, indicando a passagem de secreções da cavidade orofaríngea para as vias aéreas inferiores, identificadas através do uso do corante. Foi um estudo experimental prospectivo, utilizando-se o modelo longitudinal. Para tanto, foram estudados 25 pacientes maiores de 18 anos, dependentes de ventilação mecânica, sedados, intubados endotraquealmente por um período de até 120 horas, que podiam permanecer na posição de Fowler 30° e se manter sob ventilação mecânica assistida/controlada, ventilado a volume (8 m1/kg de peso), com pressão expiratória final (PEEP) no valor de 5 a 8 cmH2O e relação inspiração/expiração 1:2. Foram subdivididos em dois grupos: Grupo não experimental (GNE) constituído por pacientes que não receberam atendimento fisioterápico e Grupo experimental (GE), constituído por pacientes que receberam atendimento fisioterápico. Foi instilada solução de corante natural de pasta de cobre de clorofilina - B5006, diretamente na cavidade orofaríngea, para verificação do deslizamento, ou não, dessa mistura para as vias aéreas inferiores. Constatou-se o deslizamento de corante para as vias aéreas, independentemente de se realizar manobras de fisioterapia ou outras movimentações em 10 de 25 (40%) pacientes. Observou-se a passagem do corante da cavidade orofaríngea, após fisioterapia respiratória, em um (7%) de 15 pacientes estudados. Pôde-se observar, ao final deste estudo, que o balonete da cânula endotraqueal não é a forma mais segura de se reter a secreção orofaringea, pois permitiu o deslizamento desta para as vias aéreas. Portanto, a fisioterapia respiratória não pode ser considerada como fator agravante da passagem de líquidos da orofaringe para a traquéia, no modelo estudado

Abstract: Respiratory physiotherapymay improve the respiratory function, fostering oxygenation and lung ventilation on patients who are bedridden, sedated and depending on mechanical ventilation. The secretions retained on the superior side of the cuff can be contaminated by pathogenic microorganismsand if the oropharingeal colonies arrive at the lungs, it could be a potential cause of aspiration pneumonia. This work has the purpose of checking if the respiratory physiotherapy movements could influence on the sliding of secretions between the external surface of the inflated cuff of the tracheal tube and the trachea wall, indicating the passage of secretion from oropharingeal cavity to the inferior airways, which was identified through the use of dye. It was a prospective experimental study using the longitudinal model. It was composed by 25 patients over 18 years old, mechanical ventilation dependents, sedated, orotracheally intubated for a period of 120 hours, who could be put on the 30 fowler position and be maintained on assisted/controlled mechanical ventilation, ventilated by volume (8 m1/kg of weight) with positive and expiratory pressure (PEEP) on the value of 5 to 8 cm H20 and inspiratory/expiratory relation 1:2. They were subdivided into two groups: the Non-Experimental Group (ONE), constituted by patients who did not receive physiotherapeutical treatment and the Experimental Group (OE), composed by patients who received it . Organic dye solution made from the paste of copper chlorophyl - B5006 - was directly dripped into the oropharingeal cavity to identify the sliding (or not) of this mixture to the inferior airways. The sliding of the mixture to the airways was identified in 10 (40%) of 25 patients, regardless of the use of physiotherapy procedures or other movements. The passage of the dye from the oropharynx cavity was observed after physiotherapy procedures on one (7%) out of 15 of the patients studied. It was concluded that the cuff might not be the safest way to stop the oropharynx secretion from sliding, since it allowed the sliding of that secretion to the airways at times. Therefore the physiotherapy cannot be considered an aggravating factor of the passage of liquids from oropharynx to the trachea on the model studied.
Subject: Corantes
Fisioterapia
Intubação intratraqueal
Respiração artificial
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: YOKOTA, Carla de Oliveira. Deslizamento de fluidos da cavidade orofaringea para traqueia influenciado pela fisioterapia respiratoria em pacientes sob ventilação mecanica. 2004. 75f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/311018>. Acesso em: 3 ago. 2018.
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Yokota_CarladeOliveira_M.pdf6.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.