Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/287620
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Os limites da inserção internacional competitiva em setores de alta tecnologia = o caso da indústria de computadores no Brasil
Title Alternative: The limits of competitive international insertion in high technology industries : the brazilian computer industry case
Author: Matos, Murilo Montanari de, 1986-
Advisor: Queiroz, Sérgio Robles Reis de, 1956-
Abstract: Resumo: As sucessivas tentativas de construção de uma indústria de computadores no Brasil têm fracassado em internalizar os elos da cadeia que geram maior valor. No entanto, observa-se que o segmento de montagem de computadores tem uma forte presença de empresas privadas nacionais, porém estas empresas não conseguem se inserir internacionalmente. A partir deste fato, é elaborado o objetivo desde estudo: ao analisar a evolução da indústria mundial e nacional de computadores procura-se examinar se os elementos que conferem competitividade à indústria nacional de computadores no mercado interno são suficientes para promover sua inserção no mercado internacional. A indústria mundial de computadores pode ser divida em dois grupos de empresas: as empresas que dominam as competências ligadas ao núcleo do paradigma - no caso atual, a Microsoft e a Intel- e que são responsáveis por deslocar a fronteira tecnológica da indústria; e as empresas cujas competências são focadas em elementos complementares do paradigma. No segundo grupo, apesar do direcionamento de competências a elementos complementares, a competitividade das empresas é mantida por meio de suas inovações. A indústria nacional de computadores sempre teve sua consolidação pautada somente na exploração do mercado interno, fato que não se alterou ao longo dos anos. Este fato tem como conseqüência a geração de uma competitividade localizada somente no âmbito nacional e independente de competências tecnológicas. Ao analisarmos a Positivo, que é utilizada para ilustrar toda a indústria nacional de computadores, percebeu-se que os elementos que lhe geram competitividade não estão embasados em competências tecnológicas. Um primeiro ponto a ser destacado é que a competitividade da Positivo está restrita aos desktops, produtos tecnologicamente menos avançados. Um segundo ponto é que os elementos que mantém a indústria competitiva são oriundos da expansão do consumo das classes mais pobres e da extrema focalização da empresa nestas classes. Por fim, conclui-se que, no Brasil, a indústria de computadores consegue se manter competitiva sem o desenvolvimento de competências tecnológicas, mas não tem capacidades para se adequar à mudanças de paradigma que vêm ocorrendo na indústria mundial, com destaque para a expansão de notebooks, de conteúdo mais intensivo em tecnologia

Abstract: Since the beginning of the seventies, Brazil has been trying to build a national computer industry, the several attempts conducted by the Brazilian State has been failing in internalize the stages of the value chain, that can generate more value. Nevertheless the computer making segment has a strong presence of Brazilian enterprises, but none of them can insert itself internationally. Based on this fact the objective of this study was traced. Through the world and national computer evolution, is discussed if the elements that root the Brazilian industry's competitiveness are enough to leverage the international insertion of the national computer industry. The world computer industry can be divided in two kinds of enterprises: the first group is composed by the companies that had technological competences related to the paradigm core, nowadays Microsoft and Intel, these enterprises move the industry's technological frontier. The other group of enterprises had their technological capabilities devoted to the secondary elements of the paradigm, even focused on these secondary elements the competitiveness of these companies are based on their innovations. Since the Brazilian computer industry birth, its settlement has been based on the internal market exploration, this characteristic has not yet been altered. Nowadays when Positivo is analyzed, as a representative model of the Brazilian computer industry, it is possible to infer that the competitiveness of the national industry is not rooted on technological competences. First the industry is settled in the desktop segment, which is a less technologically advanced product. Second and most important point, the competiveness of the Brazilian computer industry is maintained by the consumption expansion of the poorer population and on the highly specialization of the Brazilian enterprises in those classes. It can be concluded that the Brazilian computer industry can keep its competitiveness without the development of technological competences that allow the enterprises to innovate
Subject: Competitividade internacional
Computadores - Indústria - Brasil
Paradigma
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MATOS, Murilo Montanari de. Os limites da inserção internacional competitiva em setores de alta tecnologia = o caso da indústria de computadores no Brasil. 2011. 103 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/287620>. Acesso em: 19 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Matos_MuriloMontanaride_M.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.