Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/283915
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação do reparo tecidual durante o tratamento tópico com solução de papaína em feridas de camundongos black
Title Alternative: Evaluation of tissue repair during the topic treatment with solution papain in wounds of black mice
Author: Santanna, Letícia Paiva Gomes, 1988-
Advisor: Lima, Maria Helena de Melo, 1966-
Abstract: Resumo: A papaína é uma enzima proteolítica derivado de planta Carica papaya, utilizada no tratamento de lesões há vários anos, com o objetivo de desbridamento de tecido necrótico e acelerar o processo de cicatrização, podendo ser utilizada nas diversas fases do reparo tecidual e em diferentes concentrações. Sabe-se que as feridas tratadas com papaína apresentam maior número de fibroblastos com melhor organização da matriz de colágeno, o que auxilia na força de tensão e integridade no local da reparação. No entanto, os mecanismos envolvidos no processo de cicatrização da papaína não são totalmente conhecidos. Este estudo teve como objetivo avaliar o efeito do tratamento tópico do gel de papaína a 3%, por meio da expressão dos fatores de crescimento e citocinas em lesões agudas de camundongos saudáveis. Trinta camundongos Black (C57BL) saudáveis e adultos (10 semanas de idade, 25 g) foram divididos aleatoriamente em dois grupos: animais tratados com gel de papaína 3% e os animais tratados com o gel placebo. Foi investigada a expressão de fatores de crescimento por meio de PCR em tempo real e imunohistoquímica. Três e sete dias após a lesão, os animais foram sacrificados e as lesões coletadas. As amostras foram processadas com base no protocolo de PCR em Tempo Real e os cortes foram corados com hematoxilina-eosina e Picrosirius red e também submetidos ao processo de imunohistoquímica. No exame macroscópico, o grupo tratado com papaína 3% apresentou menor área da lesão em menor tempo quando comparado ao grupo placebo. Adicionalmente, no exame microscópico no sétimo dia, o grupo tratado com gel de papaína 3% apresentou maiores taxas de contração da ferida, quantidades menores de células inflamatórias, aumento na neovascularização e uma síntese acelerada das fibras de colágeno em comparação com o grupo placebo. As fibras colágenas apresentaram melhor e mais adiantada organização no grupo tratado com papaína 3% quando comparado ao grupo placebo. Houve um aumento significativo da expressão de IL-6 no terceiro dia e de TGF? no sétimo dia, no grupo tratado com papaína 3% quando comparado com o grupo tratado com placebo(p <0,01) por meio de análise de PCR. Estes resultados mostram que a aplicação tópica do gel de papaína a 3% é eficaz no tratamento de feridas, sendo capaz de promover a cicatrização de feridas, com menor infiltrado inflamatório, estimulando a formação de novos capilares e a proliferação celular e auxiliando na melhor organização de fibras colágenas, bem como é capaz de modular a expressão dos mRNA de TGF? e IL-6, o que contribuiu para melhor resolução da ferida

Abstract: Papain is a proteolytic enzyme derived from Carica Papaya plant, used in treatment of injuries for many years, aiming at debridement of necrotic tissue, and accelerating the healing process, can be used in the various stages of tissue repair, and in different concentrations. It is known that wounds treated with papain a higher number of fibroblasts with better organized collagen matrix, which assists in tensile strength and integrity of the repair site. However, the mechanisms involved in the healing process papain are not fully known. This study aimed to evaluate the effect of topical application of papain gel 3%, through the expression of growth factors and cytokines in acute injuries of healthy mice. Thirty Black mice (C57BL) at 10 weeks of age and 25 grams were randomly divided into two groups: animals treated with 3% papain gel and animals treated with placebo gel. It investigated the expression of growth factors by real-time PCR and immunohistochemistry. Three and seven days after the lesion, the animals were sacrificed and lesions collected. Samples were processed based on the PCR protocol Real-time and sections were stained with hematoxylin-eosin and Picrosirius red and also subjected to immunohistochemistry process. On gross examination, the group treated with papain 3% showed lower lesion area in less time compared to the placebo group. In addition, the microscopic examination the seventh day, the group treated with 3% papain gel showed higher wound contraction rates, lower amounts of inflammatory cells, increase in neovascularization and accelerated synthesis of collagen fibers in comparison with the placebo group. The collagen fibers presented better and more advanced organization in the group treated with papain 3% compared to the placebo group. There was a significant increase of IL-6 expression on the third day, and TGF? in the seventh day, the group treated with papain 3% when compared with the placebo group (p <0.01) by PCR analysis. These results show that topical application of papain gel 3% is effective in the treatment of wounds, being able to promote wound healing with less inflammatory infiltrate, stimulating the formation of new capillaries and cellular proliferation and helping to better organize of collagen fibers and is capable of modulating the expression of mRNA of TGF? and IL-6, which contributed to better resolution of the wound
Subject: Papaina
Cicatrização de feridas
Enfermagem
Editor: [s.n.]
Citation: SANTANNA, Letícia Paiva Gomes. Avaliação do reparo tecidual durante o tratamento tópico com solução de papaína em feridas de camundongos black. 2015. 1 recurso online ( 65 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/283915>. Acesso em: 28 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santanna_LeticiaPaivaGomes_M.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.