Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280879
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Industria da construção civil e reestruturação produtiva : novas tecnologias e modos de socialização construindo o intelecto coletivo ("General Intellect)
Title Alternative: Civil construction industry and productive reorganization : new technologies and ways of socialization constructing the general intellect
Author: Villela, Fabio Fernandes
Advisor: Antunes, Ricardo, 1953-
Antunes, Ricardo Luiz Coltro
Abstract: Resumo: Esta tese trata das grandes mudanças ocorridas no mundo do trabalho, especialmente aquelas relacionadas à transição do padrão fordista de acumulação para o padrão que alguns pesquisadores denominaram de acumulação flexível, neo-fordismo, pós-fordismo, póstaylorismo, especialização flexível, modelo japonês ou toyotista. Busca-se esclarecer e tornar mais compreensível a complexa realidade da reestruturação produtiva num setor que tem sido pouco privilegiado pelos trabalhos sociológicos contemporâneos: a Indústria da Construção Civil Subsetor de Edificações (ICCSE) no Brasil. Nosso campo de pesquisa sobre a ICCSE se estrutura a partir do legado das pesquisas do Grupo Arquitetura Nova (GAN). Para um balanço de tallegado, são apresentadas duas teses, quais sejam: (i) o romantismo revolucionário presente no GAN e (ii) a tentativa de reestruturação radical das forças produtivas e das relações de produção na ICCSE. Em seguida, são apresentadas as modalidades históricas dos processos de trabalho capitalista na ICCSE brasileira e são caracterizadas as diferenças fundamentais entre estrutura e conjuntura da ICCSE. Logo depois, desvela-se o fetichismo da tecnologia presente nas pesquisas sobre esse setor, com suas teses sobre o seu atraso. Para finalizar essa parte da argumentação, levantam-se as principais soluções históricas para esse tipo de atraso, do taylorismo ortodoxo dos pioneiros até a reestruturação produtiva na ICCSE. Nosso foco passa a ser a reestruturação produtiva e suas implicações para a ICCSE no Brasil. Caracteriza-se o modelo japonês ou toyotista, com suas novas tecnologias e seus modos de socialização, isto é, formas contemporâneas do estranhamento (alienação). Mapeia-se a introdução, nas empresas brasileiras da ICCSE, do modelo japonês ou toyotista nos anos 90, explicitando-se quais são os modos de socialização observados. Depois, identifica-se, por meio de uma análise quantitativa e qualitativa, que o principal modo de socialização empregado pela empresa pesquisada é a estratégia organizacional. Essa estratégia organizacional foi caracterizada como uma ¿escola¿ empreendedora e, a partir desta tese, foram levantados os conceitos fundamentais de uma escola empreendedora, explicitandose como se formam as principais estratégias empreendedoras na empresa pesquisada. Em seguida, demonstra-se como as novas tecnologias e seus modos de socialização corroboram na construção do intelecto coletivo (¿General Intellect¿). Para tanto, retoma-se o conceito de intelecto coletivo, categoria abordada por Marx nos Grundrisse da Crítica da Economia Política (1857-1858), e defende-se que sua principal característica contemporânea é uma forma de afirmação da teoria do valor-trabalho. A partir dessa tese, o intelecto coletivo é caracterizado como forma de subsunção do trabalho ao capital e desvela-se seu ¿ponta-delança¿ contemporâneo: a mais-valia extraordinária. Após esta argumentação, definem-se as edificações da ICCSE como a construção do intelecto coletivo. Para fundamentar tal análise, caracteriza-se a produção de edificações na ICCSE de forma materialista, isto é, como capital fixo. Por fim, argumenta-se que a expressão do intelecto coletivo nos canteiros da ICCSE contemporânea é a Fast Construction

Abstract: This PhD dissertation deals with changes that happened at labor field, especially those related to transition from Fordism Accumulation pattern to Flexible Accumulation, Neo-Fordism, Post-Fordism, Post-Taylorism, Flexible Specialization, Japanese Model or Toyotism. It aims at giving light to the complex reality of Productive Reorganization in a sector that has been little privileged for the recent sociological works: the Civil Construction Industry (ICCSE, in Portuguese) in Brazil. Our field of research about ICCSE is based on legacy from investigations done by Group of New Architecture (GAN, in Portuguese). In order to sustain an evaluation of GAN¿s legacy, two statements are presented: (i) the romantic revolutionary sprit of GAN and (ii) the attempt of radical reorganization of productive forces and of the relations of production at ICCSE. After that, the historical modalities of capitalist labor processes at ICCSE in Brazil are summarized and the main differences between structure and conjuncture at ICCSE are characterized. Afterwards, the fetishism of technology present on research about ICCSE and its statements about delayed at ICCSE in Brazil are detailed. In order to conclude this part of argumentation, the main historical solutions to this type of delayed, from pioneers with their orthodox Taylorism solutions to those Productive Reorganization solutions at ICCSE, are discussed. Our next focus is the Productive Reorganization and its implications to ICCSE in Brazil. The Japanese Model, with its news technologies and ways of socialization, i.e., contemporaneous forms of alienation, is characterized. Afterwards, the introduction of Japanese Model at Brazilian enterprises of ICCSE at 90¿s is analyzed and the ways of socialization observed are detailed. A steep further is done when based on quantitative and qualitative analyses the ¿organizational strategy¿ is identified as the main way of socialization employed by the investigated enterprise. This organization strategy was characterized as been an entrepreneur school and, assuming this thesis, fundamental concepts of this entrepreneur school were shown and the main entrepreneur strategies of investigated enterprise were analyzed. At last, it was showed how the new technologies and its ways of socialization construct the General Intellect. The concept of General Intellect that we based on was the one proposed by Marx on Grundrisse of Critique of Political Economics (1857- 1858). We argue that its main characteristic nowadays is one form of manifestation of value labor theory. Based on this thesis, General Intellect is characterized as a form of subsumption of labor to capital and the extraordinary more-value is seen as its contemporaneous way of implementation. From this argumentation, it is defined the edifications of ICCSE as a construction of General Intellect. In order to sustain our argumentation, the production of edifications at ICCSE is characterized from the materialism point of view as fixed capital. Finally, it is argued that contemporaneous expression of General Intellect at ICCSE fields is ¿Fast Construction¿
Subject: Arquitetura industrial
Indústria de construção civil
Industrialização
Socialização
Sociologia educacional
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: VILLELA, Fabio Fernandes. Industria da construção civil e reestruturação produtiva: novas tecnologias e modos de socialização construindo o intelecto coletivo ("General Intellect). 2007. 420p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/280879>. Acesso em: 9 ago. 2018.
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Villela_FabioFernandes_D.pdf2.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.