Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280323
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Em busca da harmonia perdida : mito e discurso politico (uma analise a partir da campanha eleitoral brasileira de 1994)
Author: Miguel, Luis Felipe
Advisor: Dagnino, Evelina, 1945-
Abstract: Resumo: A expressão ¿mito político¿ é usada, em geral, de maneira displicente, como um elemento de retórica mal-definido. A presente tese tem por objetivo sustentar a relevância do conceito de ¿mito político¿, uma vez estabelecido de forma rigorosa e operacional, para a análise dos discursos políticos. O ponto de partida é análise de três abordagens distintas do mito: a de Roland Barthes, sobre as mitologias contemporâneas, em que o traço essencial é a mistificação, com a transformação da história em natureza; a de Mircea Eliade, para quem os mitos na sociedade primitivas são narrativas de origem que buscam, por sua re-atualização periódica, interromper o tempo do fluxo histórico; e a de Georges Sorel, que via no mito político um elemento irracional e mobilizador por excelência. A partir daí, é possível esboçar um conceito mais rigoroso de mito político, que seria a forma política da rejeição à política. Uma rejeição socialmente difusa ao conflito no seio da sociedade (conflito que a política exprime), que o discurso mítico explora ao apresentar a imagem de uma harmonia reencontrada. Os elementos míticos são veiculados nos discursos políticos - já que o discurso é o meio fundamental do fazer político. Não é possível ignorar, portanto, a alteração que os novos meios de comunicação de massa impõem a este discurso. A fala política veiculada pela televisão ¿ para citar o veículo hegemônico ¿ torna-se mais imagética, mais fragmentada, mais difusa e com um maior tom de intimidade. A adaptação às exigências da mídia altera todo o discurso político, inclusive os elementos míticos porventura existentes. Em vez do mito-narrativa, como nas sociedades primitivas, há o flash mítico, a imagem instantânea que dialoga com o ¿imaginário social¿ preexistente. Essa discussão sobre o mito no discurso político é ancorada num corpus claramente recortado: o conjunto dos programas eleitorais apresentados na televisão durante a campanha para a presidência da República em 1994. Embora apenas um candidato ¿ Enéas Carneiro, do Prona ¿ se aproximasse de um mito político ¿clássico¿ ( o Salvador da Pátria), foi possível identificar no corpus uma quantidade relevante de elementos míticos, associados a temáticas como a unidade, a competência, autoridade e a transparência. Enfim, a tese apresenta uma preocupação ligada à ética política. Diante da centralidade do discurso na prática política, essa ética terá necessariamente que ser uma ética do discurso. Ele precisa apresentar de forma clara e honesta as intenções do emissor, a fim de que a adesão do público ¿ mecanismo essencial da democracia representativa ¿ não seja manipulada. Ao indicar uma imagem da sociedade que não corresponde àquela que o político procurará construir caso obtenha os instrumentos de poder para tanto, o mito se opõe a essa ética

Abstract: The eh']Jression"political myht" is used, in general, in a careless way, as a not cIearly defined element ofrhetoric. The objective ofthis dissertation is to sustainthe relevance of the concept of"political myth",once established as an accurate and operational tool in the analysis of the political discourse. The starting point is the analysis of three different approaches to myth:Roland Barthes' conception about contempornrymythologies,with the essencial trace being mystification, which transforms history into nature;Mircea Eliade's belief that myths in primitive societies are narratives of origin that by the periodical actualization attempt to stop the stream of historical time; and the one introduced by Georges Sorel, that portrays the political mythas an irrational and mobilizing element par excellence. Hereafter, it is possible to draft a stricter concept of political myth, which would be the political form of rejection ofpolitics. There is a diffuse rejection to conflict within society (conflict thaf politics expresses), which mythic discourse explores by presentingthe image of refoundhannony. Discourse is the primordial means of engagingin politics and this is why mythic elements are conveyed by political speeches. It is not possible to ignore, therefore, the change imposed by the new mass media on this discourse. The political speeches vehiculated by 'IV - the hegemonic medimn - have become more image-centered, :6:-agrrientedi,ffuse as well as intimate. Adaptation to the exigencys of fuI."media changes political discourse as a whole, incIudingthe mythic elements it might contain. Instead of the narnrtive-myths,like primitive societies, modero society has wimessed the emergence ofasituation in which mythicflash and instant image establish a dialogue with preexisting "social imaginary". This analysis ofthe political mythis based on a welI delimited corpus: the set of electoral progrmnmes broadcast in 'IV in the course of the 1994 Brazilian presidential campaign. Although only one candidate - Enéas Carneiro, ftom Prona - comes cIose to a "classical" political myth (the Saviour of the Nation), it was possible to identifYin the corpus a nmnber of mythic elements, related to t4emes such unity, competence,authority andtransparency. At last, the dissertation raises some concems about political ethics. Given the pivotal role played by discourse in the political practice, this ethics must be an ethics of the discourse. It must show in a. clear and honest manner the intentionsof the emitter, in order to avoid the manipulation of the public's adhesion (basic mechanism of representative democracy).The mythis opposed ofthis kind of ethics because it higbligbts and imageofsociety that does not correspond to the society the politician will try to build ifhe obtains a power position
Subject: Eleições - Brasil
Mito
Discurso politico
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MIGUEL, Luis Felipe. Em busca da harmonia perdida: mito e discurso politico (uma analise a partir da campanha eleitoral brasileira de 1994). 1997. 281f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/280323>. Acesso em: 21 jul. 2018.
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Miguel_LuisFelipe_D.pdf9.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.