Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270455
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador : Aryon Dall'Igna Rodriguespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagempt_BR
dc.format.extent142 f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeDISSERTAÇÃOpt_BR
dc.titleAspectos da fonologia do Piranhãpt_BR
dc.contributor.authorEverett, Daniel Leonard, 1951-pt_BR
dc.contributor.advisorRodrigues, Aryon Dall'Igna, 1925-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Instituto de Estudos da Linguagempt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Linguísticapt_BR
dc.subjectÍndios - Línguas - Fonologiapt_BR
dc.subjectLinguísticapt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta dissertação trata de três aspectos fonológicos básicos da língua Pirahã (Rio Maici, AM), os quais são: o segmento, a sílaba e o discurso. As seções mais importantes são: (1) a discussão socio1ingu1stica a propósito dos segmentos, (2) as regras tonais e a colocação das fronteiras silábicas, (3) a apresentação dos níveis acima da sílaba. Na discussão socio1ingUística sugiro uma maneira de incorporar restrições sociais nas regras fono16gicas, criticando, ao mesmo tempo, a "fonêmica sistemática" por excluir das regras este tipo de informação que a distribuição dos de informação. Concluo nesta seção que a distribuição dos segmentos [I] e [b] 'w limitada ás mulheres na maioria das situações. Os homens só usam estes segmentos numa situação especificada pelo traço [+ familiar] que permite seu uso. Ao nível silábico, as regras que definem as fronteiras silábicas se baseiam tanto em fenômenos universais, quanto no comportamento da acentuação no Pirahã. A previsão da acentuação depende da relação entre os tipos silábicos e suas posições lineares na palavra fonologica. Quanto aos n1veis acima da s11aba, seguindo as sugestões de Mayers (1978), postulei os n1veis de: discurso, sentença, locução e palavra. A noção de hierarquia, a qual me refiro nesta dissertação, é uma noção desenvolvida por Pike (1967, 1976), ao passo que a maioria dos outros conceitos vem da tradição gerativapt
dc.description.abstractAbstract: Not informed.en
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued1979pt_BR
dc.identifier.citationEVERETT, Daniel Leonard. Aspectos da fonologia do Piranhã. 1979. 142 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, [SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/270455>. Acesso em: 14 jul. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelMestradopt_BR
dc.description.degreenameMestre em Linguísticapt_BR
dc.date.available2018-07-14T09:51:59Z-
dc.date.accessioned2018-07-14T09:51:59Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-07-14T09:51:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Everett_DanielLeonard_M.pdf: 2736154 bytes, checksum: f960a9abb19ad74ce915d8305e6a6716 (MD5) Previous issue date: 1979en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270455-
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Everett_DanielLeonard_M.pdf2.67 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.