Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/256910
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Alternativas para a infraestrutura e geração de energia no manejo agroecológico da pecuária leiteira no sul de Minas Gerais
Title Alternative: Infrastructure and energy generation alternatives for an agroecological management of a dairy cattle in southern Minas Gerais state
Author: Ozolins, Alberto Lanari
Advisor: Fagnani, Maria Ângela, 1954-
Abstract: Resumo: O tema agricultura familiar tem estado presente em todas as discussões sobre desenvolvimento rural sustentável impulsionando o Estado e, também, Organizações não Governamentais a promoverem programas e projetos, recriando formas de atuação e a própria estrutura voltada para este segmento. Esse contexto tem dado abertura a uma enorme série de discussões políticas, novos estudos que contemplam os agricultores e famílias que estão mais próximos do circuito mercantilista, mais atualizados tecnologicamente. Nesses trabalhos, muitos voltados para assentamentos de famílias sem terra, permitem o uso de técnicas de planejamento e diagnóstico participativo, redefinindo o papel do extensionista como facilitador. Diante deste cenário, está a família cabocla totalmente à margem desse processo, sequer marcando presença nos dados censitários oficiais. Por estarem afastados, dispersos e fora das estatísticas, por que o valor de sua produção é insignificante para alterarem os números dos valores de produção, as famílias caboclas vão ficando cada vez mais isoladas e, portanto, distantes do desenvolvimento da sociedade ficando, dia após dia, mais abandonada à sua própria sorte. Cabe salientar que a expressão "Cabocla" tem sua raiz na língua Tupi (Karibó, Caboré) cujo significado é "descendente de branco", uma definição étnica racial. Sua utilização neste estudo, entretanto, não se deve à etnia, mas ao uso disseminado e freqüente dessa expressão entre os moradores da região de Camanducaia, em Minas Gerais, ao se referirem à pessoa do produtor familiar de subsistência (ou ao seu estabelecimento) que está geograficamente disperso, distante da sociedade, mercado e tecnologias e, assim, abandonado à sua própria sorte: o público-alvo deste estudo. Trabalhar para essa gente, como iguais e não como privilegiados, é contribuir para o desenvolvimento humano, cidadania rural. Promover oportunidades para essa gente é lhes dar a chance de serem mais bem sucedidos em seu modo de ser e um reforço positivo para a autoestima cabocla. Dentro desses pressupostos e dos princípios da Agroecologia, este estudo identificou uma série de dezoito soluções de baixo custo possíveis de serem usadas na implantação da infraestrutura de um estabelecimento produtor de leite caboclo, uma atividade produtiva estruturada e presente no município de Camanducaia (MG). A eleição das soluções a serem utilizadas foi realizada por um grupo de oito produtores familiares de leite e ocorreu em dinâmicas de discussão em grupo tendo como objetivo elencar as que pudessem propiciar um aumento de renda. Este estudo concluiu que o conjunto escolhido das soluções de baixo custo voltadas para o manejo agroecológico aumentou a renda total do estabelecimento produtor de leite caboclo do Sul de Minas Gerais. Como promover a cidadania rural? Não será modernizando o meio rural, mas desenvolvendo um rural novo, oferecendo oportunidades estruturadas para o modo de vida caboclo em sua motivação, no seu local de moradia e ao alcance de suas mãos dentro da realidade econômico-financeira com soluções modernas, mas de baixo custo. O propósito é o de ver o caboclo e sua família enxergarem um projeto de futuro com uma qualidade de vida semelhante ao do seu par da cidade: rural de um novo jeito.

Abstract: The theme of family farming has been present in all discussions about sustainable rural development by boosting State and also non-governmental organizations to promote programs and projects, recreating forms of performance and the structure dedicated to this segment of the population. This context has given opening to a massive series of political discussions, further and deeper studies that include farmers and families who were closer to the mercantile circuit and more current with technology. In these works, many aimed for settlement of landless families, it was possible to use planning techniques and participatory analysis, redefining the role of extension worker as facilitator. In this frame, the peasant family is not involved; their presence is not reflected in official census data, and consequently, are kept apart; simply because their output is insignificant to change the numbers of the national production values (GDP): every and each day, they are getting more isolated and more distant to the developments of the society, more and more abandoned to their fate. Working for these people, as equals and not as privileged, is to contribute to human development, rural citizenship. In this same way of thinking, to promote opportunities for these people is to give them a chance to have a vision of future, to be more successful in their way of being and a positive reinforcement for their self-esteem. This study has demonstrated that peasant families might get a total income increment with the implementation and adequate use of infrastructure solutions implemented with lowcost technologies. As these solutions are intended to an agroecological way of management of the peasant establishment the peasant family might also take advantage of the differentiation benefit since their products might get access to the benefits of trade of non capitalist (traditional) circuits, but to trade circuits that are close (artisanal) and around him (quality). How to promote rural citizenship? Definitely not by simply modernizing the country side, but offering structured opportunities aligned with their way of life and motivation, that are feasible in their place of living and within the reach of their economic and financial reality: modern but low cost solutions. The purpose is to enable peasant family to envisage a Project for their future, in a similar life standard to his pear living in urban areas: a rural in a new way. Considering these assumptions, this study identified, within the agroecology concept, eighteen low cost solutions possible to be used when deploying an infrastructure in a Milk producer establishment which is a structured and productive activity in Camanducaia (MG) municipality. The election of the solutions to be deployed in a peasant establishment which produces Milk was done by a group of eight owners of a "family size" establishments producing Milk, who suggested the adoption of a subset of them. This study concluded that the solutions used in building the infrastructure increases the income of the establishment. It should be emphasized that the term "Caboclo" frequently referred in this text, has its roots in the Tupi language (Kariba, Caboré) meaning "descendent of white," an ethnic definition of race. Its use in this study however is not due to ethnicity, but the widespread use among the locals of Camanducaia when referring to a family owned subsistence production establishment that is geographically dispersed, distant from the society, market and technologies and thereby abandoned to their fate: the focused population of this study.
Subject: Desenvolvimento rural
Agricultura familiar
Ecologia agrícola
Geração de energia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: OZOLINS, Alberto Lanari. Alternativas para a infraestrutura e geração de energia no manejo agroecológico da pecuária leiteira no sul de Minas Gerais. 2010. 184 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Agrícola, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/256910>. Acesso em: 16 ago. 2018.
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FEAGRI - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ozolins_AlbertoLanari_M.pdf7.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.