Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/251326
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: O funcionamento de imagens e a produção de sentidos na leitura da relatividade restrita
Title Alternative: The pictures' functioning and the meanings production in the reading on restrict relativity
Author: Silva, Leandro Londero da, 1978-
Advisor: Almeida, Maria José P. M. de (Maria José Pereira Monteiro de), 1944-
Almeida, Maria José Pereira Monteiro de, 1944-
Abstract: Resumo: Partimos do pressuposto que, quando imagens são incluídas em textos, na leitura desses a produção de sentidos está associada ao funcionamento das imagens que os constituem. A partir da constatação básica de que imagens têm estado presentes e são relevantes em textos escritos, esta pesquisa objetivou: analisar como imagens participam das interpretações de licenciandos em física quando esses leem textos de divulgação científica sobre relatividade restrita; compreender como estudantes de licenciatura em física interpretam a teoria da relatividade restrita em textos de divulgação científica de autores cientistas. Para tanto, desenvolvemos uma pesquisa numa disciplina da Licenciatura em Física. Promovemos, sob determinadas condições de produção, a leitura por um conjunto de alunos em formação inicial de textos relacionados aos objetivos da pesquisa. O principal apoio teórico foi a análise do discurso iniciada na França por Michel Pêcheux. Como instrumentos para a coleta e registro das informações utilizamos: questionário; entrevista semiestruturada; respostas a questões formuladas durante as aulas; produções textuais dos estudantes e a vídeo gravação das aulas. Em nosso estudo, as imagens desempenharam um papel fundamental na produção de sentidos. Elas não foram vistas, em geral, como simples ilustrações, ou seja, não foram ocorrências sem importância, mostradas acidentalmente e utilizadas para atrair e agradar o leitor. Os resultados que obtivemos permitem afirmar que, os sentidos produzidos para imagens comumente utilizadas nas produções textuais sobre a relatividade restrita são distintos para diferentes leitores/observadores. Elas envolvem relações históricas, sociais e pedagógicas também distintas entre produtores e leitores/observadores, e possivelmente os autores, ao priorizarem determinadas imagens, consideram que os leitores estão familiarizados com elas. Admitem que sua presença nos textos de relatividade é motivo de ligação entre o mundo em que o leitor vive e o contexto histórico no qual a relatividade surgiu e que estão tentando apresentar. Por outro lado, a crença na transparência das imagens, por parte dos estudantes, faz com que elas sejam facilmente manipuladas e acabem sendo consumidas na leitura e na sala de aula. As relações que eles estabeleceram entre as imagens e os sentidos produzidos podem ser organizadas nos seguintes modos de funcionamento: a) as imagens motivam a aprendizagem; b) a imagem é um ponto de partida para a discussão de um determinado conceito/assunto; c) a imagem cumpre a função explicativa, ela dá suporte para as explicações textuais; d) a imagens funcionam como apoio nas atividades de ensino; e) as imagens auxiliam na construção de modelos mentais dos leitores, e por vezes ajudam a evitar ou reduzir más interpretações. Em geral, os estudantes estavam familiarizados com algumas delas. Por outro lado, acostumados a observá-las sem reflexão, eles acabavam esquecendo que por trás dessas imagens estava um produtor/autor e um contexto histórico. Consideramos que a recorrência constante de imagens como as de trens, réguas, relógios, plataformas e gêmeos, em textos de relatividade restrita, alerta para a necessidade de aprendermos a decodificar essas imagens

Abstract: We assume the idea that, when pictures are inserted into texts, the meaning production from the reading of these is associated to the function developed by the pictures that compose them. From the basic evidence that images have been present in written texts and are relevant to them, this research aimed: to analyze how pictures take part into Physics preteachers understanding when they read scientific dissemination texts on restrict relativity; to comprehend how Physics pre-teachers understand the restrict relativity theory in scientific dissemination texts written by scientists authors. For that, we carried out a research in a discipline from a teacher education course in Physics. We promoted, under certain production conditions, the reading by a group of students in education course of texts related to the purposes of this research. The main theoretical framework was the discourse analysis initiated in France by Michel Pêcheux. As instruments to collect and record information, we employed: questionnaire; semi-structured interviews; answers to questions formulated into the classes; text production from students; and the video recording of the classes. In our study, the pictures developed an essential role in the meanings production. They were not considered, in general, as simple illustrations, it means, they were not occurrences without importance, showed accidentally and utilized in order to attract and please the reader. The results obtained allow declaring that, the meanings produced from the pictures commonly used in text productions upon restrict relativity are distinct to different readers/observers. They involve historic, social and pedagogical relations also distinct between producers and readers/observes, and possibly the authors, when prioritize determined pictures, they consider that the readers are acquainted with them. They admit that pictures presence in texts on relativity is reason for the link between the reader world and the historical context in which the relativity arose and they are trying to provide. On one hand, the belief in pictures transparency, by the students, makes them easily be manipulated and employed in the reading and into the classroom. The relations they established between pictures and produced meanings can be organized into the following ways of functioning: a) the pictures motivate the learning; b) the picture is a starting point to discuss a determined concept/subject; c) the picture develops an explanatory function, it gives support to text explanations; d) the pictures functioning as a support in the teaching activities; e) the pictures help the readers to build cognitive models, and sometimes, help to avoid or minimize misunderstandings. In general, the students were acquainted with some of them. On the other hand, used to observe them without reflect, the student forgot that behind these pictures be a producer/author and a historical context. We considered that the constant recurrence of pictures as the train, rulers, clocks, platforms and twins, in texts on restrict relativity, raising the awareness of the need for learning to decode these pictures
Subject: Imagens
Relatividade (Física)
Análise do discurso
Física - Estudo e ensino
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Leandro Londero da. O funcionamento de imagens e a produção de sentidos na leitura da relatividade restrita. 2013. 213 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/251326>. Acesso em: 21 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_LeandroLonderoda_D.pdf5.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.